APAVT e Ministério dos Negócios Estrangeiros reforçam protecção ao viajante

Por a 7 de Novembro de 2018 as 16:37

A Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT) e o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), através da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas (SECP), formalizaram esta terça-feira, 6 de Novembro, um protocolo que visa reforçar a protecção ao viajante.

“Reforçar a protecção do viajante, através da criação de condições para mais e melhor informação aos viajantes, bem como uma maior eficácia na capacidade de resposta dos serviços de emergência consular, são alguns dos objectivos da colaboração entre a APAVT e a SECP/MNE”, refere a associação numa nota enviada à imprensa.

De acordo com a APAVT, “a divulgação do «Registo Viajante», aplicação disponível para sistemas iOS e Android, que já registou 23.794 desde a sua criação em 2016, bem como uma partilha de informação e de elementos mais estruturada e regular entre a APAVT e o MNE, tendo em vista também a actuação do Gabinete de Emergência Consular, que funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, são alguns dos aspectos a destacar deste documento”.

Para Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, “segurança e confiança são hoje palavras chave indissociáveis das agências de viagens”, motivo pelo qual, considera o responsável, é natural que a associação se tenha associado à SECP “para aumentar a qualidade da informação e a capacidade de resposta, sempre visando a segurança”, quer dos portugueses, quer dos clientes das agências de viagens.

Já o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, sublinha que devido às “alterações estruturais que se têm vindo a realizar nas condições de mobilidade internacional dos portugueses, o acordo agora firmado com a APAVT tem em vista garantir um apoio e uma protecção consulares ainda mais eficaz por parte do Gabinete de Emergência Consular, em articulação com a rede consular e diplomática portuguesa”.

“A atenção dada às matérias de emergência consular, nomeadamente através do Gabinete de Emergência Consular, prova a prioridade que é dada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros aos portugueses no estrangeiro”, acrescenta o governante.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *