AHRESP encerra roadshow “Menos Plástico, Mais Ambiente” no Porto

Por a 23 de Outubro de 2018 as 15:28

A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) vai encerrar o roadshhow “Menos Plástico, Mais Ambiente”, na próxima quinta-feira 25 de Outubro, no Porto, voltando a “sensibilizar os estabelecimentos de restauração e hotelaria e a comunidade local para a necessidade de alterar comportamentos no que respeita à utilização de artigos de plástico descartável”.

Numa nota enviada à imprensa, a associação explica que “o movimento “Menos Plástico, Mais Ambiente” tem percorrido o país de Norte a Sul e já visitou Albufeira, Coimbra, Évora, Lisboa, Ponta Delgada, Portimão e Santarém”, sendo que, além da sensibilização, a iniciativa pretende também ajudar a associação “a realizar um diagnóstico da realidade nacional sobre a utilização dos plásticos no CANAL HORECA, o qual será apresentado no final de Outubro”.

“Esta iniciativa tem decorrido de forma muito positiva. A equipa da AHRESP encontrou grande receptividade, quer dos estabelecimentos como da população, para esta temática dos impactos ambientais decorrentes da utilização do material descartável plástico”, adianta Joaquim Ribeiro, Vice-Presidente da AHRESP.

A campanha “Menos Plástico, Mais Ambiente”, acrescenta o responsável, pretende ser um primeiro passo para “preparar os empresários para as medidas que serão implementadas no âmbito da Primeira Estratégia Europeia para os Plásticos”, que foi lançada no início do ano e, em simultâneo, visa dar também um contributo “para o cumprimento dos objectivos definidos a nível europeu”.

A iniciativa conta com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, teve início em Maio e já esteve presente em festivais de música, praias e feiras, com a “Brigada Menos Por Mais”, com o objectivo de impactar o público mais jovem para a importância de adoptar atitudes responsáveis e amigas do Ambiente.

Este projecto da AHRESP está enquadrado e em conformidade com os “17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável”, que compõem a Agenda 2030, auxiliando à concretização de um dos grandes desafios do desenvolvimento do turismo sustentável, que é a resposta às necessidades económicas, sociais e ambientais das gerações presentes, sem comprometer as das gerações futuras.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *