Presidente do Turismo do Porto e Norte foi detido por suspeitas de corrupção

Por a 18 de Outubro de 2018 as 13:05

O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, foi esta quinta-feira, 18 de Outubro, detido por suspeitas de corrupção, tráfico de influências e participação económica em negócio, avança o DN.

De acordo com o DN, além de Melchior Moreira, a Directoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) deteve outros dois dirigentes da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, assim como dois empresários, todos suspeitos dos mesmos crimes.

Melchior Moreira foi detido no âmbito da Operação Éter, que investiga “a presumível prática reiterada e continuada da viciação de procedimentos de contratação pública, cujos valores ascendem a vários milhões de euros”, diz o DN, que cita um comunicado da PJ.

“A investigação, centrada na actividade da uma pessoa colectiva pública, determinou a existência de um esquema generalizado, mediante a actuação concertada de quadros dirigentes, de viciação fraudulenta de procedimentos concursais e de ajuste directo com o desiderato de favorecer primacialmente grupos de empresas, contratação de recursos humanos e utilização de meios públicos com vista à satisfação de interesses de natureza particular”, esclarece ainda o comunicado da PJ.

No âmbito da investigação, foram realizadas 11 buscas domiciliárias e não domiciliárias, nas regiões de Porto, Gaia, Matosinhos, Lamego, Viseu e Viana do Castelo, que envolveram 50 elementos da PJ.

Os detidos, incluindo Melchior Moreira, devem ser presentes a interrogatório judicial durante esta sexta-feira, 19 de Outubro.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *