APHORT leva projecto Embrulha para Matosinhos

Por a 18 de Outubro de 2018 as 10:44

O projecto Embrulha, lançado pela empresa de gestão de resíduos LIPOR, em parceria com a Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), conta já com a adesão de 50 restaurantes, tendo chegado recentemente a Matosinhos, depois do sucesso alcançado no Porto.

“A ideia do projecto Embrulha, promovido pela LIPOR, consiste na disponibilização gratuita aos restaurantes aderentes de embalagens biodegradáveis para oferta aos seus clientes, dando-lhes a possibilidade de levarem consigo, comodamente e em segurança, as suas sobras alimentares. O objectivo passa por reduzir o desperdício de alimentos no sector da restauração”, explica a APHORT, num comunicado enviado à imprensa.

O projecto chegou a Matosinhos na passada terça-feira, 16 de Outubro, data em que se assinalou o Dia Mundial da Alimentação, contando com a adesão de 14 restaurantes locais, que elevam para 50 o total de estabelecimentos aderentes, número que a APHORT espera ver crescer no futuro.

“No seguimento do sucesso alcançado junto dos restaurantes do Porto, foi a vez do município de Matosinhos, o concelho da Área Metropolitana do Porto com a maior concentração de restaurantes, aderir a este projecto no passado dia 16 de Outubro, data em que se assinala o Dia Mundial da Alimentação, arrancando com uma participação inicial de 14 restaurantes locais. Neste momento, o Embrulha conta com o envolvimento de um total de 50 restaurantes, sendo que a expectativa é a de que estes números continuem a crescer, de forma significativa, a curto prazo”, refere a associação na informação divulgada.

Recorde-se que o projecto Embrulha arrancou em 2016, na altura enquanto um estudo piloto levado a cabo junto de alguns restaurantes do Porto e, segundo a APHORT, revelou-se “uma solução ambientalmente sustentável para a redução do desperdício de alimentos junto do sector da restauração”.

“Desde então, o projecto tem vindo a crescer, contando com uma aceitação muito positiva por parte dos estabelecimentos e do consumidor final. Até ao primeiro semestre deste ano, a iniciativa já permitiu a distribuição de 23.055 embalagens e o reaproveitamento de 8,40 toneladas de alimentos, evitando a produção do equivalente a 1,76 toneladas de dióxido de carbono”, acrescenta a associação.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *