Faro tem novas rotas da Escandinávia no próximo Verão

Por a 12 de Outubro de 2018 as 15:34
Durante o Verão do próximo ano, o Algarve irá contar com três novas rotas para o mercado escandinavo, que ligarão Faro às cidades de Aarhus (a segunda maior cidade dinamarquesa), Gotemburgo, na Suécia, e Oslo, capital da Noruega.
Resultando de um esforço de captação levado a cabo pela Associação Turismo do Algarve (ATA), a agência responsável pela promoção turística externa do destino, em parceria com o aeroporto de Faro e o Turismo de Portugal, as novas rotas serão operadas pela Scandinavian Airlines (SAS), a maior companhia aérea da Escandinávia.
As rotas para a Dinamarca e Suécia estarão disponíveis de Abril a Outubro de 2019, com uma frequência semanal ao sábado, havendo a possibilidade de se manterem durante o Inverno. Por sua vez, a ligação a Oslo será lançada a 28 de Junho, estando prevista a sua operação até 9 de Agosto através de duas frequências semanais, à segunda e sexta-feira.
Nas palavras de Dora Coelho, directora executiva da ATA, “estas ligações revestem-se de uma importância estratégica para o turismo do Algarve, sobretudo no que diz respeito à dinamização do produto golfe, um dos produtos mais apreciados pelo mercado sueco e dinamarquês”. Por outro lado, esta aposta da SAS vem confirmar o Algarve como um dos destinos que tem vindo a conquistar o interesse crescente do turista escandinavo: “factores como as nossas praias, o clima e o facto de sermos reconhecidos como um destino de excelência para a prática de golfe, fazem com que seja cada vez maior o número de turistas provenientes dos países escandinavos que escolhem a região como local de eleição para terem uma segunda casa”, refere.
A Dinamarca, a Suécia e a Noruega são países que este ano conseguiram já integrar o Top 20 dos mercados com maior número de passageiros registados no aeroporto de Faro. Até Agosto de 2018 foi registada a chegada à região de aproximadamente 53 mil passageiros dinamarqueses, 56 mil passageiros suecos e 39 mil passageiros noruegueses, números que representam um crescimento positivo entre os 4% e os 33,7% face ao mesmo período de 2017.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *