Aviação teve ocupação recorde em Agosto

Por a 4 de Outubro de 2018 as 12:41

Em Agosto, a aviação mundial registou uma forte procura, o que se traduziu em subidas generalizadas em praticamente todos os indicadores, com destaque para o índice de ocupação dos voos, que chegou aos 85,3%, mais 0,7 pontos percentuais que em igual mês de 2017 e o valor mais alto desde 1990, segundo a IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo.

De acordo com o relatório mensal da IATA, além da ocupação, também o tráfego de passageiros subiu em Agosto, registando um acréscimo de 6,4%, o que ficou acima da subida registada em Julho, que tinha sido de 6,1%, enquanto a capacidade oferecida cresceu 5,5%.

“A indústria registou um forte crescimento do tráfego de passageiros em Agosto, o que culminou numa excelente temporada alta de viagens. O recorde histórico que o factor de ocupação alcançou mostra que as companhias aéreas estão a maximizar a eficiência dos seus activos, num momento em que a subida contínua do preço do combustível e de outros custos limita as oportunidades para reduzir as tarifas aéreas”, congratula-se Alexandre de Juniac, CEO da IATA.

No que diz respeito apenas ao tráfego internacional, o desempenho de Agosto foi igualmente positivo, com a IATA a revelar que todas as regiões cresceram em tráfego internacional, que teve um aumento de 5,6%, indicador que, em Julho, tinha subido 5,5%. Ainda assim, a capacidade subiu 5,1% e o load facto atingiu os 85%, depois de um acréscimo de 0,4 pontos percentuais.

Por regiões, a Ásia-Pacifico liderou a procura, registando de 7,5% no total de passageiros transportados, enquanto a capacidade subiu 6,1% e o load factor aumentou 1,1 pontos percentuais, até aos 82,6%.

Já a Europa assistiu a um crescimento de 5,1% nos passageiros transportados e de 4,5% na capacidade oferecida, além de um índice de ocupação que subiu 0,5 pontos percentuais, chegando aos 88,9%, o mais alto entre todas as regiões.

No Médio Oriente, pelo contrário, houve uma desaceleração no total de passageiros transportados face a Julho, quando este indicador tinha aumentado 6,2%, subida que se ficou agora pelos 5,5%. Ainda assim, a capacidade aumentou 6,3% e o load factor 0,7 pontos percentuais, chegando aos 80,7%.

Na América do Norte, o total de passageiros transportados teve um acréscimo de 3,7%, resultado que ficou abaixo do crescimento de 4,1% apurado em Julho, enquanto a capacidade aumentou 3,3% e o load factor chegou aos 87,2%, depois de uma subida de 0,4 pontos percentuais.

A América Latina, por sua vez, cresceu 4,8% em passageiros transportados e viu a capacidade subir 6,5%, ainda que o load factor tenha descido 1,3 pontos percentuais, ficando-se pelos 81,4%, dados que, destaca a IATA, terão sido ‘distorcidos’ pelo impacto dos furacões na região.

Por último, em África, o número de passageiros transportados aumentou 6,8%, número que fica abaixo do crescimento de 7,4% apurado em Julho, enquanto a capacidade subiu 3,8% e a ocupação aumentou 2,2 pontos percentuais, para 78,2%.

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *