Cruz Vermelha Portuguesa leva pós-graduação em Turismo de Saúde para Chaves

Por a 26 de Setembro de 2018 as 15:31

A Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa (ESSCVP) vai lançar, no início do próximo ano, uma edição da pós-graduação em Turismo de Saúde em Chaves, disse ao Publituris Luís Janeiro, presidente do Conselho de Direcção da ESSCVP.

“A ESSCVP não apenas está a pensar numa nova edição da pós-graduação em Lisboa como, inclusivamente, estamos a trabalhar com os nossos parceiros no sentido de a replicar a Norte. Em particular, acreditamos que num futuro muito próximo, isto é, durante 2019, teremos condições para abrir a formação em Chaves”, revelou o responsável.

Luís Janeiro explica que a ideia de levar a pós-graduação para Chaves se prende com o facto “de a cidade ser uma referência no termalismo a nível nacional” e de contar com “instalações de excepcional qualidade”, valência que, segundo o responsável, é “fundamental no âmbito do Turismo de Saúde”.

A ideia, acrescenta o presidente do Conselho de Direcção da ESSCVP, ganhou maior força porque a Cruz Vermelha Portuguesa deverá constituir-se, nos próximos meses, “como entidade instituidora da actual Escola Superior de Saúde Dr. José Timóteo Montalvão Machado, que passará a Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa – Alto Tâmega”, o que justifica a aposta em novas formações.

“Neste quadro, importará desenvolver novas formações, sendo o Turismo de Saúde uma das que melhor se encaixa no perfil que a Cruz Vermelha Portuguesa pretende conferir àquela escola”, sublinha Luís Janeiro.

Em Chaves, a pós-graduação deverá sofrer “pequenos ajustes”, ainda que “os objectivos e o perfil geral da pós-graduação” se mantenham, diz o responsável, explicando que a ESSCVP vai “ajustar a formação às características que a cidade e a região possuem”.

Quanto à primeira edição, que arrancou em Fevereiro e que ainda se encontra a decorrer, contando com 15 alunos, Luís Janeiro faz um balanço “francamente positivo”, desde logo porque foi possível reunir “um grupo heterogéneo de estudantes que, apesar de não ser muito extenso, está muito motivado”, mas também porque, devido à parceria com o Turismo de Portugal, foi possível atrair “um conjunto de professores com vastíssima experiência nas respectivas áreas, profundamente conhecedores da realidade, do mercado e das oportunidades (e desafios) nesta área”.

Além disto, sublinha Luís Janeiro, “a abertura da formação suscitou o interesse de pessoas e instituições de diversos quadrantes, do que resultarão no futuro novas parcerias e, por consequência, o reforço da qualidade da pós-graduação”.

Recorde-se que a pós-graduação da ESSCVP em Turismo de Saúde tem como público-alvo os licenciados na área das Ciências da Saúde, do Turismo, da Hotelaria, de Gestão, Marketing e Publicidade, que pretendam especializar-se no segmento do Turismo de Saúde, bem como os detentores de cursos de especialização tecnológica nestas áreas, com currículo relevante.

A formação, com a duração de 10 meses, conta com o apoio do Turismo de Portugal, que colaborou com a ESSCVP na definição das disciplinas a ministrar e nos seminários incluídos na formação, sendo as sessões do âmbito do Turismo coordenadas e dinamizadas por professores indicados pelo Turismo de Portugal.

Um comentário

  1. Maria lima

    8 de Julho de 2020 at 22:39

    Ola sou psicologa gostaria fazer uma pos graduçao na escola que me foi recomendado por um amigo que fez e gostou -. Sou cidada brasileira e me encontro no brasil nesse momento ..desde ja grata .

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *