Governo italiano tenta nova nacionalização da Alitalia

Por a 7 de Agosto de 2018 as 11:00

O governo italiano quer voltar a deter a maioria do capital da Alitalia e está a tentar reunir uma verba de 1,2 mil milhões de euros para adquirir 51% das acções da companhia, avança a imprensa italiana.

Segundo o jornal La Stampa, o executivo italiano está a tentar reunir os 1,2 mil milhões de euros necessários para ficar com uma posição maioritária na companhia aérea através dos grupos estatais CDP, Ferrovie dello Stato e Poste Italiane, ligados à banca, transporte ferroviário e correios, respectivamente.

“Depois de tanto dinheiro gasto pelos italianos, quase 10 mil milhões desde 2008, na sobrevivência da Alitalia, não podemos aceitar um fracasso”, afirma Armando Siri, senador italiano e membro da Liga do Norte, um dos partidos que compõem a coligação que forma o governo.

Para recuperar a companhia aérea, o governo italiano estima que sejam necessários dois a três mil milhões de euros nos próximos cinco anos, estando já a trabalhar num novo plano de negócios para a Alitalia, que deverá ser apresentado em Setembro ou Outubro.

A imprensa italiana avança que a recuperação da companhia aérea pode ser feita de duas formas, por um lado através da conversão de acções num empréstimo do Estado, que deverá chegar aos 900 milhões de euros e que poderá ter um prazo de devolução até 15 de Dezembro, ou mediante a participação directa de empresas italianas, como é o caso dos serviços ferroviários.

Seja qual for a opção, o certo é que, até 31 de Outubro, a parte minoritária da Alitalia vai estar à venda, devendo os interessados apresentar proposta pela companhia italiana em Setembro, segundo avança a comunicação social italiana.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *