Guimarães quer ser uma “referência internacional” no Turismo

Por a 26 de Julho de 2018 as 15:50

A Câmara Municipal de Guimarães quer que a cidade seja um “município turístico de referência internacional” e vai realizar um estudo para “definir o posicionamento” da marca ‘Guimarães’, de forma a desenvolver “uma ideia central, única e diferenciadora”, anunciou a autarquia esta quinta-feira, em conferência de imprensa.

A estratégia passa por elaborar um “estudo, arquitectura e implementação” da marca ‘Guimarães’, tendo como objectivo principal “definir o posicionamento da marca numa estratégia de captação de turismo”.

O estudo será desenvolvido em cooperação com a Bloom Consulting – consultora internacional especializada na análise e desenvolvimento de estratégias de ‘Country’, ‘Region’ e ‘City’ ‘branding’ – em três fases (Análise, Estratégia e Gestão) e deve estar pronto a implementar dentro de cinco meses, representando, segundo o presidente da autarquia, Domingos Bragança, “uma mais-valia” para o território.

“Sabemos que um traço essencial é a presença de Guimarães no mundo digital. Nas plataformas, no telefone de cada um de nós, no seu computador pessoal, é que faz com que a escolha de cada cidadão no mundo seja visitar Guimarães”, afirmou o autarca, citado pela Lusa.

Domingos Bragança referiu que a marca tem que ser “diferenciadora” para captar atenção: “Competimos com outras cidades para ser escolha no turismo mundial. Temos que fazer sempre mais para nos mostrarmos ao mundo como um território, seja a cidade, as Taipas, as termas, a Citânia de Briteiros, todo o nosso território”, salientou.

O estudo consiste num ” projecto muito especializado, um documento estratégico para a marca Guimarães, para desenvolver Guimarães no mundo e que terá proveitos excepcionais no futuro”, acrescentou o presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

Segundo a consultora, o objectivo do projecto assenta numa definição de estratégia de marca para Guimarães, “focado na dimensão do Turismo”, tendo por objectivos “encontrar uma ideia central única e diferenciadora que posicionando permita posicionar Guimarães como um município turístico de referência internacional, ampliando a percepção global da sua marca e consequentemente impactando positivamente a economia local”.

Para o director-geral da Bloom Consulting, Filipe Roquete, o estudo passa por “uma definição de marca, de um conceito que represente Guimarães” e não “apenas um ícone, ou um slogan”.

“Vamos criar uma estratégia que ao ser comunicada vai ter elementos gráficos que ajudem a chegar a mais pessoas, criar uma ideia central, um conceito base que represente toda a gente”, disse o responsável.

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *