50 mil passageiros afectados por greve de tripulação na Ryanair

Por a 18 de Julho de 2018 as 15:10
Ryanair

Ryanair confirmou, esta quarta-feira, que já enviou emails e mensagens de telemóvel para cerca de 50 mil clientes com viagens de/para Portugal, Espanha e Bélgica na próxima quarta e quinta-feira (dias 25 e 26), para notificá-los de que os seus voos seriam cancelados com sete dias de antecedência devido a um aviso de greve por parte de alguns tripulantes de cabine em Portugal, Espanha e Bélgica. 

Segundo a companhia aérea, “estes cancelamentos, que lamentamos profundamente, irão afectar aproximadamente 12% dos passageiros que iriam viajar com a Ryanair na quarta e quinta-feira da próxima semana, podendo estes passageiros  remarcar ou solicitar voos alternativos num intervalo de sete dias antes/após os dias 25 e 26. Alternativamente, estes passageiros poderão solicitar o reembolso total do valor dos seus voos”.

A Ryanair indica também que reforçou a equipa de Apoio ao Cliente de forma a ajudar os seus passageiros a remarcar ou reembolsar os seus voos ao longo dos próximos sete dias. Qualquer cliente Ryanair com voos de/para Portugal, Espanha ou Bélgica na quarta e quinta-feira da próxima semana que não tenham recebido uma notificação deverão esperar a operação normal do seu voo, devendo efectuar o check-in da forma usual (88% dos clientes Ryanair por toda a Europa não serão afectados). 

Kenny Jacobs, da Ryanair, declara que “a Ryanair pede as mais sinceras desculpas aos clientes afectados por estas perturbações, as quais tentámos a todo o custo evitar. Considerando que os tripulantes de cabine da Ryanair auferem salários excelentes – até €40.000 por ano (em países com elevado índice de desemprego jovem) – horários líderes de indústria (14 dias de folga por mês), óptimas comissões por vendas, subsídio de uniforme e baixa de doença paga, estas greves são completamente injustificadas e apenas resultarão em perturbações a férias de famílias, beneficiando as companhias aéreas concorrentes em Portugal, Espanha e Bélgica.  Todos os passageiros afectados já foram contactados por email ou SMS hoje de manhã e terão os seus voos remarcados ou reembolsados.”

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *