Governo Regional reforça capital social da SATA

Por a 16 de Julho de 2018 as 14:53

O Conselho do Governo Regional dos Açores aprovou, a 2 de Julho, uma resolução que permitirá reforçar em 27 milhões de euros o capital social da SATA Air Açores S.A., por via da subscrição de 5.400.000 novas ações.

Em comunicado, o reforço do capital social mantém o exclusivo do capital social da SATA Air Açores pela Região Autónoma dos Açores. “Esta decisão visa fortalecer a situação líquida da empresa e proporcionar-lhe uma maior robustez económica e financeira, possibilitando o regular cumprimento do seu objecto social de transporte aéreo inter-ilhas.”

“O aumento do capital social da SATA Air Açores inclui-se na ampla reestruturação do sector público empresarial da Região que tem vindo a ser delineada pelos Governo dos Açores, que incide no reforço da solidez económica e financeira das empresas detidas pela Região”, lê-se no mesmo documento.
Já a companhia aérea comunicou esta segunda-feira, dia 16 de Julho, os resultados operacionais e  económicos negativos referentes ao ano de 2017. Segundo comunicado, “os Resultados Operacional e Económico do Grupo SATA em 2017 cifram-se em -32,3 milhões de euros e -41 milhões de euros, respectivamente”. A companhia aérea justifica estes resultados pela “subida do preço do combustível, em que a cotação do Brent cresceu 25% comparativamente ao período homólogo anterior, o aumento de irregularidades operacionais verificadas em 2017, nomeadamente as greves ocorridas, bem como os incidentes verificados com aeronaves nos aeroportos de Boston e de Lisboa e ainda avarias registadas na frota A310, que levaram a empresa a recorrer à contratação ACMI, a fim de dar continuidade à operação, a recessão verificada no mercado Norte-Americano, bem como um posicionamento mais agressivo de outros players de mercado”. Estas causas levaram a um aumento de 19% dos custos.
O Grupo SATA refere ainda que,  também em 2017, verificou-se “um aumento dos rendimentos operacionais de cerca de 17 milhões de euros, por comparação com o ano anterior”. “Este aumento deriva do maior número de passageiros transportados, que registou uma variação homóloga positiva da ordem dos 18%, estando em linha com o aumento de 22% na capacidade oferecida”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *