IATA aplaude slots competitivos que beneficiam consumidores na Europa

Por a 21 de Junho de 2018 as 13:04

O actual sistema de alocação de capacidade nos aeroportos europeus está a funcionar de forma competitiva, o que resulta em benefícios para os consumidores, considera a IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo, que lamenta apenas a falta de capacidade de novos aeroportos.

“Os passageiros aéreos estão a beneficiar de um nível de escolha e competitividade no transporte aéreo sem precedentes, apesar das limitações impostas pela falta de capacidade de novos aeroportos. Os passageiros e a economia da EU estão a beneficiar das novas rotas e do crescimento das companhias low cost”, refere a IATA, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 21 de Junho.

A associação diz que prova disso é o crescimento de duas mil rotas, entre 2010 e 2017, em aeroportos apontados como tendo altos níveis de congestionamento, enquanto as rotas de longo curso aumentaram 27%, no mesmo período. Além disso, cerca de 30% das rotas europeias são, actualmente, operadas por pelos menos duas companhias aéreas, o que representa um crescimento de cinco pontos percentuais desde 2010.

A IATA cita ainda um estudo do Airports Council International (ACI) Europe, que refere que mais de 55% da capacidade nas rotas europeias é disputada entre companhias low cost e de bandeira, e que, nos últimos 20 anos, houve uma duplicação das ligações entre cidades europeias, bem como da Europa para o resto do mundo.

“Os consumidores europeus têm a maior escolha e maior competitividade de sempre para decidir para onde querem viajar na Europa e mais além. Isto não é um pequeno ganho, se considerarmos que os aeroportos da Europa estão entre os mais congestionados do mundo”, considera Alexandre de Juniac, director-geral e CEO da IATA.

Na mesma informação, a IATA congratula-se ainda pelo sistema de atribuição de slots estar a funcionar de forma correcta, já que tem permitido “fomentar a concorrência e crescente conectividade”, até porque a Europa tem mais de metade das limitações de slots de todo o mundo.

“A verdadeira solução para a crise de capacidade de aviação na Europa é construir mais infraestruturas de aeroportos e navegação aérea, porque a capacidade não está acompanhando o crescimento da procura. A European Slot Regulation tem sido bem-sucedida”, acrescenta Juniac.

Apesar do bom funcionamento deste sistema, o sector da aviação pode sempre fazer melhor e, por isso, a IATA defende que é importante que as regras mantenham um equilíbrio entre os interesses das companhias aéreas e consumidores, as expectativas dos novos players e as novas tendências da procura.

Em jeito de conclusão, a IATA insta ainda os aeroportos a aumentarem a sua capacidade, já que existem aeroportos idênticos com níveis distintos de capacidade, o que, segundo a associação, mostra que há margem de crescimento.

“Os aeroportos devem fazer mais para aumentar a capacidade operacional da infraestrutura existente e os governos precisam encorajar e facilitar a expansão oportuna e económica de aeroportos e espaço aéreo congestionados. Mas isso não pode funcionar sem a aplicação consistente de metodologias transparentes para determinar a capacidade disponível”, destaca o director-geral e CEO da IATA.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *