Estada média decresce no primeiro quadrimestre de 2018

Por a 15 de Junho de 2018 as 13:10

De Janeiro a Abril de 2018, os estabelecimentos hoteleiros e similares tiveram uma estada média de 2,58 noites, um valor 1,4% inferior ao registado no primeiro quadrimestre de 2017.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística revelados esta sexta-feira, este é o único indicador que tem registo negativo, para o qual contribuiu o decréscimo de 2,5% da estada média dos residentes no estrangeiro, que efectuaram uma média de 3,18 noites.

No entanto, como já referido, os restantes indicadores apresentam resultados positivos. Os estabelecimentos hoteleiros e similares receberam 5,5 milhões de hóspedes, o que representa um aumento de 3,1% comparativamente com o período homólogo de 2017, com os residentes em Portugal a crescerem 2,4% e os residentes no estrangeiro com mais 3,6%.

No que refere às dormidas, estas aumentaram 1,6% para as 14,2 milhões de dormidas, com um aumento de 3,3 do mercado interno e apenas de 1% do mercado internacional.

Também os proveitos totais verificaram subidas, com os proveitos totais a atingirem os 787 milhões de euros, um crescimento de 9,5%, e os proveitos totais a subirem 10,7% para os 558,5 milhões de euros. O RevPAR subiu 8,2% para os 35,2 euros.

Quanto ao comportamento dos mercados, o INE aponta a redução de quatro dos maiores mercados emissores, com destaque para o Reino Unido, o alemão, o espanhol e os hóspedes dos Países Baixos.

No primeiro quadrimestre do ano, o realce vai para as evoluções nos mercados norte-americano (+20,1%), brasileiro (+13,5%) e sueco (+13,4%).

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *