Barómetro do Turismo aponta subidas de turistas, dormidas e receitas este Verão

Por a 23 de Maio de 2018 as 15:34

As perspectivas do sector turístico para este Verão estão em alta, como mostra o mais recente Barómetro do Turismo, cujas conclusões foram divulgadas esta semana e apontam para subidas no número de turistas, dormidas e receitas.

“No que respeita ao desempenho do turismo nacional no verão de 2018, os mercado interno e externo deverão registar melhor desempenho no que ao número de turistas, dormidas e receitas diz respeito, face a igual período do ano passado”, refere António Jorge Costa, presidente do IPDT.

Segundo o estudo, que recorre a um painel de entrevistados ligados ao Turismo, existe maior optimismo quanto ao crescimento do mercado externo do que interno, já que 59% dos inquiridos acreditam que o número de turistas nacionais vai aumentar este Verão, enquanto 41% considera que se manter ao nível de 2017. Já no que diz respeito ao mercado externo, a percentagem de inquiridos que acreditam numa subida chega aos 71%, sendo apenas 24% os que pensam que o número de turistas estrangeiros se vai manter.

Em relação às dormidas, a tendência é idêntica, uma vez que 65% dos integrantes do painel acreditam numa subida das dormidas turísticas dos portugueses, enquanto para 35% se vão manter ao mesmo nível do ano passado. Já no mercado externo a expectativa é mas alta, com 73% dos inquiridos a acreditarem numa subida, existindo apenas 22% que consideram que este indicador não vai ter um crescimento superior a 2017.

Apesar da realidade em relação às receitas ser também a mesma, já há mais inquiridos que acreditam numa subida das receitas provenientes do mercado nacional (73%), ainda que 25% defendam que estas vão ficar ao nível do ano passado e 2% considerem que vão descer. No mercado externo, por sua vez, o número de inquiridos que acreditam num aumento de receitas chega aos 78%, enquanto 19% dizem que se vão manter e 3% acreditam mesmo que podem descer.

Apesar da confiança no aumento de turistas, dormidas e receitas, o IPDT revela que o “nível de confiança médio no desempenho do sector do Turismo atingiu, em Maio de 2018, os 82 pontos, um decréscimo de 2 pontos face ao último registo observado em Janeiro de 2018”.

Quanto aos mercados externos em que se prevê maior crescimento, o IPDT destaca a China, EUA e França, que reúnem a maioria das apostas, enquanto os mercados do Reino Unido e Rússia devem sofrer uma quebra.

O Barómetro do Turismo perguntou também ao painel onde devem ser investidas as verbas provenientes das taxas turísticas, que são cada vez mais comuns nos vários municípios nacionais, e a sua aplicação na conservação do património edificado é, de longe, a hipótese que reúnem maior consenso, sendo a escolha de 77% dos inquiridos.

O Barómetro do Turismo foi realizado com base em 75 respostas dos membros do painel, que é composto por 166 profissionais ligados ao sector. As respostas foram recolhidas entre 23 de Abril e 4 de Maio.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *