RTA contra dispensa de avaliação ambiental em perfuração petrolífera

Por a 18 de Maio de 2018 as 11:12

A Região de Turismo do Algarve (RTA) está contra a dispensa de avaliação de impacte ambiental na perfuração petrolífera ao largo de Aljezur, decidida pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), considerando que a decisão negligencia “os riscos e impactos negativos” destes trabalhos.

“A RTA considera que esta decisão é totalmente errada e teme que esteja a ser posto em causa o seu ideal de destino natural que prima pela segurança, pela qualidade das suas infraestruturas e pela excelência da sua oferta”, lê-se num comunicado da entidade regional de Turismo enviado à imprensa.

Na mesma nota, a RTA defende que a operação, com início previsto para 15 de Setembro, “vai requerer a utilização de substâncias tóxicas e métodos que podem prejudicar gravemente a saúde humana e ambiental”, considerando que a decisão da APA “coloca em risco a população do Algarve, acarreta um impacto negativo no Turismo e os riscos sísmicos tornam-se mais notórios”.

A entidade regional de Turismo critica ainda o Governo por não intervir no processo, dizendo que “depois de várias consultas públicas, nas quais mais de 42 mil pessoas e autarcas mostraram o seu profundo desagrado por este projecto, a APA decidiu não avançar com a Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) e o Governo não contrapõe esta escolha”.

“É uma afronta o Governo compactuar e negar a existência de impactos negativos não só para o ambiente, mas também para os habitantes do território Algarvio”, defende Desidério Silva, presidente da RTA, considerando que o Algarve “não merece ser desconsiderado”

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *