“Com a Solférias também os agentes de viagens ficam de férias”

Por a 23 de Março de 2018 as 15:37

Foi com o mote “Comece as férias mais cedo” que a Solférias apresentou a sua programação para 2018 em Lisboa, onde reuniu acima de 500 agentes de viagens e alguns parceiros.

Sónia Regateiro, directora comercial do operador turístico, explica que o lema deste ano da Solférias pretende transmitir ao mercado que “a partir do momento em que reservem com a Solférias, também eles [agentes de viagens] ficam de férias, porque estão descansados e sabem que o cliente vai ter um bom serviço”. A responsável reforça que a mensagem é que “confiem na nossa equipa e na nossa programação”, explicando que qualquer novo destino que a Solférias lança no mercado conta com visitas de inspecção que verificam e analisam o destino e todos os hotéis. “A Solférias sempre que lança um destino novo tem o cuidado realmente de os estudar em profundidade e analisar de acordo com o que o mercado procura”, acrescenta.

Para este Verão, o operador turístico conta com várias novidades que já foram anunciadas ao mercado, concretamente no Norte de África. Para Marrocos, a Solférias conta com operações charter em parceria com outros operadores para Agadir, de Lisboa e do Porto, do mês de Junho a Setembro; e para Saïdia.

“A outra grande novidade é a Tunísia, vamos voltar a apostar, tivemos lá e o país transparece muita segurança”, adianta, indicando que além de voos em garantia com a Tunisair, contam também com uma operação de Porto-Monastir e Lisboa-Djerba, também com outros parceiros no mercado.

No que diz respeito às vendas antecipadas, a directora comercial explica que o período de ‘early booking’ acontece até 30 de Abril, mas que até então foi a BTL o “momento muito forte” das vendas antecipadas. Comparativamente com 2017, o operador turístico registou um aumento de 51% nas vendas durante a BTL que é, para Sónia Regateiro, encarada já “como uma feira para comprar viagens ao melhor preço”. Cabo Verde, a Disneyland Paris, Brasil e Saïdia foram os destinos mais procurados durante o certame.

A directora comercial considera que se estão a verificar “preços realmente baixos” no mercado, justificados pelo excesso de oferta que existe no mercado. Para Sónia Regateiro está repetir-se “o que já tivemos em anos transactos de haverem demasiadas operações no mercado português, quando sabemos que o número de portugueses não cresceu nem triplicou e quando analisamos os voos charters e os mesmos triplicaram em termos de oferta”. Porém, realça que todas as operações da Solférias são em parceria com outros operadores turísticos, porque “consideramos que é mais ajuizado conseguirmos juntar os parceiros e realmente conseguir programar os destinos em conjunto (…) do que dar tiros nos pés”.

A responsável acredita que ainda há muito para se fazer e vender, mas revela-se confiante que o operador turístico vai manter os níveis de crescimento verificados: “A nossa perspectiva é sempre fazer mais e melhor, e claro que queremos fazer mais do que no ano passado.”

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *