StarClass Cruzeiros é a nova marca para o segmento de luxo

Por a 20 de Março de 2018 as 16:28

O operador Um Mundo de Cruzeiros lançou a marca StarClass Cruzeiros para agregar a oferta de luxo, lançamento que, segundo Ana Bento, operations manager do operador, se deve à “necessidade de existir um especialista em cruzeiros boutique e de expedição”.

“A marca StarClass Cruzeiros surgiu pela necessidade de existir um especialista em cruzeiros boutique e de expedição. Alguém especialista em cruzeiros de luxo, ainda não existia”, afirmou a responsável, durante a apresentação da nova marca ao trade, que decorreu esta terça-feira, 20 de Março, no Hotel InterContinental Lisboa.

De acordo com Ana Bento, a nova marca foi inicialmente lançada em Espanha, no mês passado, e chega agora a Portugal, reunindo companhia conhecidas pelo serviço e excelência a bordo, como a Regent Seven Seas Cruises, a Silversea, a Oceania Cruises, a Seabourn, a Crystal Cruises ou a Ponant. Todas as informações estão já disponíveis no site www.crucerostarclass.com.

Ana Bento considera que este produto de luxo tem “muito potencial”, até porque o número de cruzeiristas na Europa e em Portugal continua a crescer, com destaque para o segmento de luxo, com a responsável a revelar que 30% dos navios actualmente em construção, e que vão entrar ao serviço até 2020, vão ser cruzeiros boutique, prevendo-se um aumento da procura por parte dos passageiros mais jovens, que mais do que um cruzeiro, procuram experiências.

“Nota-se que este produto está a atrair clientes mais jovens porque estes cruzeiros são uma aventura”, acrescentou a responsável, revelando que entre os passageiros que procuram o Um Mundo de Cruzeiros há “um crescimento da procura por estas experiências”, que, actualmente, representam o verdadeiro luxo.

“O tema foi muito banalizado e, hoje em dia, tudo é luxo. Mas, para este tipo de cliente, o luxo é um navio pequeno, um serviço personalizado, o saber antecipar as necessidades dos clientes”, afirmou Ana Bento, destacando o cliente repetidor, que vai passando de marca em marca, o ocasional, que procura uma viagem especial para uma determinada data, e o especialista, que já conhece as companhias tradicionais e a grande maioria dos destinos, como os principais perfis de cliente para este produto.

Além de navios mais pequenos e dos itinerários mais exóticos, que chegam onde os grandes navios não conseguem ir, este produto de luxo inclui também serviço de concierge e a melhor gastronomia, com restaurantes e chefs premiados com estrelas Michelin a bordo, além de degustações de vinhos, experiências culinárias e serviço à la carte nas suites.

Outra das características apontadas por Ana Bento é a forte preocupação ambiental destas companhias que apostam no luxo, uma vez que esta é também uma preocupação dos clientes, pelo que os navios têm, por norma, baixas emissões e casco duplo, com a responsável a dar o exemplo da Ponant, cujos navios não possuem âncoras, de forma a não danificar os recifes.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *