“É fundamental continuarmos a acarinhar o Turismo”

Por a 28 de Fevereiro de 2018 as 22:41

O primeiro-ministro, António Costa, destacou esta quarta-feira, 28 de Fevereiro, os “bons resultados” apresentados pelo Turismo em 2017,  sublinhando o “contributo de excelência” do sector para o desenvolvimento do país, em especial da economia, motivo pelo qual considera “fundamental” que se continue “a acarinhar o Turismo e a valorizar o melhor que o país tem”.

“Se queremos continuar a crescer na nossa economia, se queremos continuar a ter exportações que tenham um peso acrescido na nossa economia, é absolutamente fundamental continuarmos a acarinhar o Turismo e a valorizar o melhor que o país tem”, disse o primeiro-ministro, durante a sua intervenção na inauguração da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa.

António Costa enalteceu também o contributo do Turismo para a afirmação de Portugal além-fronteiras, considerando que o sector “ajuda a projectar a imagem internacional de Portugal”, e destacou ainda a sua importância para o desenvolvimento do interior do país.

“O Turismo é também um factor muito importante para a criação de emprego, para a dinamização de regiões do nosso país onde há menos actividade económica e onde o Turismo tem sido um grande factor de desenvolvimento”, afirmou o primeiro-ministro, dando como exemplo o impacto do Turismo nos Açores nos últimos 20 anos, onde “podemos perceber bem o impacto que o Turismo pode ter no desenvolvimento de todo o interior”.

No discurso na inauguração da BTL, António Costa não esqueceu a região Centro, que no Verão passado foi fortemente atingida pelos incêndios e que é o destino nacional convidado desta edição da principal feira de Turismo nacional, e deixou mesmo um apelo para que se visite e invista na região.

“O apelo que faço é que todos aproveitemos este ano para visitar a região Centro, a todos os empresários – e estou a ver aqui alguns que procuram bons locais para investir – que invistam na região Centro, porque investir na região Centro é também uma forma de ajudarmos a dar nova vida e a revitalizar um território que foi massacrado pelas calamidades”, sublinhou o primeiro-ministro.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *