Travelport diz que ‘mobile’ será a grande tendência em 2018

Por a 26 de Fevereiro de 2018 as 17:47

A Travelport realizou um estudo sobre as tendências do sector das viagens para 2018 e apurou que o ‘mobile’ será o grande destaque ao longo do corrente ano, refere a empresa de software e tecnologia para o sector turístico em nota à imprensa.

“O objectivo é o de apresentar os vários pontos nos quais os players da indústria devem estar focados este ano, bem como explicar as tendências de comportamento que vão impactar o mercado nacional e internacional”, explica a Travelport em comunicado, revelando que o estudo foi realizado com base em entrevistas a 55 especialistas do sector e inquéritos aplicados a mil viajantes em todo o mundo.

De acordo com a Travelport, o ‘mobile’ será o grande destaque em 2018, uma vez que está no centro do envolvimento do cliente com as marcas, com as aplicações para smartphone a liderarem as preferências.

“Ainda que muitos prevejam o declínio da utilização das apps, a verdade é que, em 2017, o número total de downloads atingiu os 197 mil milhões contra os 149 mil milhões no ano anterior. Estima-se que, em 2021, este número aumente para os 352 mil milhões. Para além disso, pesquisas recentes da Travelport Digital descobriram que 82 por cento dos viajantes estavam a descarregar o mesmo número ou mais de aplicações de viagens comparativamente a 2016”, explica a empresa.

A Travelport diz que “2018 trará uma enorme quantidade de oportunidades para que as marcas se envolvam com os seus clientes”, mas alerta que, “com as necessidades dos viajantes a alterarem-se, a abordagem “um tamanho serve a todos” vai deixar de funcionar”, pelo que “as marcas terão de incorporar outras ferramentas nos seus pontos de contacto, como o chat ou o messenger, de forma a melhorar a experiência de consumo e a descobrir a melhor forma de “falar” com os clientes”.

O estudo da Travelport aconselha ainda as marcas a apostarem em ferramentas personalizadas para contactarem com os clientes, com especial destaque para as que utilizem comunicação por voz, com o ‘mobile’ a desempenhar “um papel fundamental na experiência do “dia de viagem”, permitindo que as empresas ofereçam proactivamente um serviço sem condicionalismos”.

Em alta devem continuar também os pagamentos por smartphone, uma forma de comprar viagens que está “cada vez mais fácil, mais segura e intuitiva”, diz a Travelport, que alerta também para a cada vez maior adesão ao blockchain, ou economia de partilha, que segundo a empresa, “vai florescer em 2018, sendo uma opção instantânea e com menos taxas. Isto significa pagamentos descentralizados (sem mediações), feitos de forma quase automática, através de moedas oficiais ou digitais (exemplo: bitcoin)”.

A concluir, a Travelport fala ainda na inteligência artificial e nas experiências ultrapersonalizadas, que se tornaram mais conhecidas noutros sectores, como o sector automóvel, mas que estão também a chegar ao sector das viagens, uma vez que, realça a empresa, “as marcas de viagens estão a aperceber-se das vantagens em utilizar machine learning para segmentar clientes, oferecer serviços relevantes e personalizados e melhorar as taxas de conversão”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *