50 ideias para o Turismo | Transformar Portugal num país verde

Por a 8 de Fevereiro de 2018 as 12:30

Sempre defendi, e defendo, que o que é bom para os turistas é também benéfico para os residentes. Ora, numa altura em que o turismo tem sido um motor da economia nacional, considero que o sector pode inspirar uma mudança nas mentalidades e conduzir a um novo paradigma, com vantagens para todos. Falo da ideia de tornar Portugal num país verde. Para tal, é preciso apostar seriamente na mobilidade eléctrica. Apesar de, no passado, terem sido postos em marcha alguns projetos nesta área, ainda há muito a fazer para verdadeiramente passarmos das palavras aos actos. Mais do que uma vontade, este deve ser um desígnio nacional. A circulação de mais carros e transportes públicos eléctricos, o estímulo ao uso de bicicletas e ciclovias, a optimização do trânsito significam desde logo cidades menos poluídas e, consequentemente, mais agradáveis para os seus habitantes e visitantes.

Neste contexto, é necessário referir também a importância da reabilitação urbana, de cuidar dos imóveis, de devolver beleza, boa arquitetura, fluidez aos centros urbanos, e de ter um planeamento adequado, com mais espaços verdes, de lazer, culturais, para a prática desportiva.

Noutra frente, deve investir-se nas energias renováveis. Não só para reduzir a nossa dependência dos combustíveis fósseis, mas sobretudo para assegurar o futuro das próximas gerações. Até porque temos a vantagem de ter muito know how, recursos naturais disponíveis e capacidade instalada, por exemplo, ao nível das energias solar, eólica, das ondas, das correntes marítimas. Sem dúvida, o clima e a nossa posição geográfica estão inteiramente a favor. Na mesma linha, sustentabilidade, ecologia, preservação da natureza não devem ser só palavras que ficam bem em discursos e políticas sobre a proteção ambiental. Devem traduzir iniciativas concretas. E, neste aspeto, também a hotelaria tem obrigações. Eficiência energética, conservação das espécies, gestão correta dos resíduos, segurança alimentar, boas práticas laborais devem ser alicerces da oferta hoteleira e da gestão operacional diária.

Acredito que, desta forma, conseguiremos construir um destino turístico sustentável, saudável, verde e, por isso, diferenciado e único.

Presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida

Nota de editor: No âmbito da celebração do seu 50º aniversário, o Publituris convida, todas as semanas, uma figura do sector a lançar uma “Ideia para o Turismo”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *