Portugal e Marrocos vão estudar aplicação do REVIVE a monumentos de origem portuguesa

Por a 31 de Janeiro de 2018 as 17:40

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, revelou esta quarta-feira, 31 de Janeiro, que Portugal e Marrocos estão a trabalhar em conjunto no “desenvolvimento concreto de três projectos”, um dos quais vai estudar a aplicação do projecto REVIVE aos monumentos de origem portuguesa que se encontram em território marroquino.

“Em relação ao REVIVE, encontrámos aqui uma forma de parceria para avaliar como podemos aplicar o conceito em imoveis que sejam património histórico português, começando este trabalho em Marrocos”, explicou Ana Mendes Godinho ao Publituris, durante a visita da sua homóloga marroquina, Lamia Boutaleb, à Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

O programa REVIVE, que visa a recuperação e valorização do património cultural e histórico, foi lançado em 2016 e é uma das iniciativas de sucesso lançadas em Portugal, no sector do Turismo, que interessam a Marrocos e que motivaram a visita de Lamia Boutaleb.

“Este sucesso de Portugal é absolutamente incrível e, para nós, é muito interessante esta troca de experiências e ver de perto o que Portugal fez para dar este salto. Penso que o exemplo de Portugal mostra bem que o Turismo pode ser a locomotiva do crescimento económico num país”, afirmou a secretária de Estado do Turismo de Marrocos.

Em relação ao REVIVE, Lamia Boutaleb considerou que se trata de um programa “incrível”, uma vez que “permite o renascimento de locais históricos” e que tem incentivado “os investimentos no sector do Turismo”, daí que Marrocos esteja interessado em replicar o projecto também noutros monumentos, além dos de origem portuguesa.

“São boas ideias e é bom ver que, na prática, elas funcionam. Funcionam em Portugal, por isso, vamos, com certeza, usar o que aprendemos aqui, como forma de acelerar o que estamos a fazer no Turismo em Marrocos”, disse ao Publituris.

Ana Mendes Godinho revelou ainda que os dois países vão também colaborar na realização de “intercâmbios de estudantes na área da formação”, estando ainda previsto o lançamento de pacotes turísticos que incluam Portugal e Marrocos, em países distantes.

Além destes projectos, Lamia Boutaleb elegeu também a promoção digital e o modelo de funcionamento das regiões de Turismo nacionais como exemplos que Marrocos pretende conhecer melhor.

No espaço de duas semanas, esta foi já a quinta visita que Portugal recebeu de altos responsáveis turísticos internacionais, todos com o objectivo de conhecerem de perto a estratégia e os passos dados por Portugal.

“A dinâmica com que estamos, neste momento, em termos de procura de vários países, que querem vir ver o case study de Portugal e que querem desenvolver parcerias connosco, é impressionante”, congratulou-se Ana Mendes Godinho, considerando que estas visitas “ajudam a posicionar Portugal, cada vez mais, como um hub intercontinental”.

 

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *