destaque

Turisprime cresce à boleia do “boom” turístico

Por a 25 de Janeiro de 2018


Nasceu há ano e meio, como uma nova rent-a-car focada no Turismo, uma aposta que não poderia ter sido mais acertada, tendo em conta o forte crescimento que o sector turístico nacional atravessa. O bom desempenho permitiu já cumprir alguns dos objectivos traçados e dá à empresa um optimismo reforçado para o futuro.

Quando chegou ao mercado, a 1 de Julho de 2016, a Turisprime, empresa nascida do know-how da Turiscar, apesar de serem duas empresas independentes (ver caixa), apresentava-se como uma rent-a-car direcionada para o Turismo. Hoje, um ano e meio depois do lançamento, o balanço desta aposta não poderia ser mais positivo, até pelo timing escolhido, que coincidiu com o “boom” vivido actualmente pelo Turismo nacional, como revela Marco Santos, director comercial da Turisprime, em declarações ao Publituris. “A Turisprime não é alheia ao fenómeno positivo do crescimento do Turismo Nacional, podendo mesmo afirmar que, fruto da mera coincidência, a Turisprime nasceu e está a crescer em plena sincronização e correlação com esta tendência, nomeadamente nas cidades de Porto e Lisboa”, congratula-se o responsável.

Depois dos primeiros meses de “arranque”, como refere o director comercial da Turisprime, 2017 acabou por ser “um ano de estabilização em todos os níveis do negócio, nomeadamente no que concerne à área comercial (mais parceiros de negócio) e operacional (equipas e processos)”. Mas os bons resultados não tardaram a aparecer, de tal forma que Marco Santos diz que o Business Plan traçado para o primeiro ano e meio, está já “amplamente cumprido”. “A facturação de 2017 foi cinco vezes superior à do ano transacto (e primeiro de actividade) e plenamente em linha com o orçamento e expectativas iniciais”, acrescenta o responsável comercial da rent-a-car, visivelmente satisfeito quanto aos resultados alcançados.

Marco Santos não tem certezas quanto à quota de mercado que a Turisprime conseguiu já alcançar, mas diz não ter dúvidas de que é “bastante superior aquela que foi durante o ano de 2016”. Certo é que, em 2017, a empresa conseguiu cumprir vários dos objectivos traçados, como o aumento do número de veículos que compõem a frota da empresa, que começou com um total de 600 viaturas e chega a 2018 com 1.800, além da abertura de novos balcões, como aconteceu em Março de 2017, com a chegada da Turisprime a Faro. A capital algarvia era um dos objectivos definidos para 2017, assim como a Madeira e os Açores, localizações que a Turisprime continua a estudar, estando, neste momento, concentrada na abertura de dois novos balcões a curto prazo, em localizações que Marco Santos não quis, por enquanto, revelar. “Na verdade, preparamos neste momento a abertura de mais 2 balcões, durante o primeiro trimestre de 2018, em local que ainda não podemos revelar, mas que temos a certeza que irão ser um marco de referência no nosso mercado, quer pelo seu posicionamento estratégico, quer pelo formato em que realizamos o nosso negócio”, disse o responsável.

Venda directa no site em destaque
Para o bom desempenho de 2017, muito terá contribuído o site da Turisprime (turisprime.com), que “é dos poucos sites nacionais com Chat online instalado em que o cliente pode falar com uma operadora comercial em real time”, destaca o director comercial da rent-a-car. A venda directa online é um dos três pilares em que assenta o modelo de negócio da Turisprime, a par da hotelaria e das parcerias com brokers internacionais, e, contrariamente ao que a empresa poderia esperar, é uma das apostas que maior sucesso tem alcançado. “Apesar do movimento contrário ao mercado, em que os brokers Internacionais têm cada vez maior peso nas vendas do sector, a verdade é que, fruto do aumento da notoriedade e consolidação da marca e do trabalho comercial realizado, tem existido um aumento do peso das vendas com origem no nosso site e hotelaria”, refere Marco Santos, acrescentando que a realização de alugueres através do site “tem aumentado exponencialmente”, em muito também devido aos “investimentos e trabalho de marketing realizado em 2017, ao nível das redes sociais – com destaque para o Facebook e Instagram – e Google”.

Expectativas em alta para 2018

Para o ano que agora começou, a empresa não poderia ter melhores expectativas, com Marco Santos a afirmar que a Turisprime prevê “um mercado em linha com aquele que foi o de 2017, quer em termos de preços praticados, quer em termos de ocupação de frota”. Em 2018, a Turisprime “manterá o seu plano de crescimento previsto desde o início” da actividade da empresa e o seu director comercial diz que o objectivo é que a Turisprime venha a “assumir um papel cada vez maior e de destaque” no sector de actividade em que opera. Para isso, será importante a “abertura de novos espaços” e a aposta numa “oferta diferenciada de produtos e serviços”, a exemplo do PTA Turisprime (Personal Travel Assistance), em que “o cliente pode alugar um dispositivo móvel que lhe permite não só ter acesso Wi-Fi e GPS como também múltiplas informações do local onde se encontra, nomeadamente agendas culturais e gastronómicas em real time”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *