Portugal teve a 4.ª maior subida da UE nas dormidas em estabelecimentos turísticos

Por a 24 de Janeiro de 2018 as 12:24

No ano passado, o número de dormidas em estabelecimentos turísticos na União Europeia (UE) cresceu 5,1% face ao ano anterior, indicador que, em Portugal, registou a quarta maior subida, com um crescimento de 8% e 71,3 milhões de dormidas, revelam os dados divulgados esta quarta-feira, 24 de Janeiro, pelo Eurostat.

Os crescimentos mais expressivos entre os países da UE foram registados na Letónia, onde o número de dormidas em estabelecimentos turísticos subiu 12% no ano passado, para um total de 4,9 milhões, seguindo-se a Eslovénia, com um aumento de 11,3% e 11,9 milhões de dormidas, e a Croácia, onde o crescimento foi de 10,6%, fixando-se nas 86,1 milhões de dormidas.

De acordo com o gabinete de estatística da UE, do total de 71,3 milhões de dormidas contabilizadas nos estabelecimentos turísticos nacionais, 68% foram realizadas por não-residentes. A procura dos não-residentes foi mesmo, segundo o Eurostat, a grande responsável pelo crescimento verificado, uma vez que subiu 9% no ano passado, enquanto a de residentes se ficou por 4,3%.

No total, o número de dormidas nos estabelecimentos turísticos da UE chegou às 3,254 mil milhões, 49% das quais foram realizadas por não-residentes, o que traduz um crescimento de 6,9% face ao ano anterior.

A liderança em dormidas continua a pertencer a Espanha, que contabilizou 471,4 milhões pernoitas no ano passado, mais 3,6% que no ano anterior, seguindo-se a França, que registou 431,3 milhões de dormidas e cresceu 6,6%. A Itália ocupa o último lugar do pódio, com 424,7 milhões de dormidas em 2017, subida de 5,4%.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *