Terra Santa e Itália entre as apostas da Geostar para 2018

Por a 11 de Dezembro de 2017 as 16:40

Os destinos da Europa Central e do Norte foram os que mais se destacaram nas vendas no departamento de Turismo Religioso e Cultural da Geostar, marca comercial da RASO – Viagens e Turismo, SA, empresa participada a 100% pela SpringWater Capital.

Luís Albuquerque, responsável do departamento do turismo religioso e cultural da Geostar, indicou aos jornalistas, à margem do tradicional almoço de Natal do departamento, que aconteceu no Júpiter Lisboa Hotel, que na operação do ano de 2017, que terminou no mês de Setembro, à semelhança do término do ano episcopal, Viena, Praga e Budapeste, Capitais Bálticas e Rússia estiveram em destaque.

No que refere a resultados, Luís Albuquerque explica que se registou um crescimento não tanto ao nível do número de viagens, que foi na casa dos 3%, mas sim ao nível do número de passageiros e do preço médio de venda. “Se em 2016, tivemos em média 34 a 35 participantes por grupo, este ano chegámos aos 38/39 participantes”, indica, sendo que o preço médio subiu dos 1100€ para os 1200€. “Este ano ultrapassámos os objectivos propostos, não em número de viagens, mas em número de pessoas e de preço médio de venda”, refere.

Para o próximo ano, o destaque principal ao nível de destinos vai ser a Terra Santa e Itália. “A questão de Israel vem numa altura complicada. Nesta altura temos quase 60% dos nossos grupos para visitar Israel, agora vamos ver o que esta questão política-religiosa vai trazer”, adianta, acrescentando que as pessoas já têm noção que Israel é um local de tensão mundial e, como tal, ainda não têm sentido qualquer abrandamento da procura pelo destino.

Luís Albuquerque salienta que também se vai verificar uma aposta em destinos longínquos, sobretudo no continente asiático, como sejam a Tailândia e a Índia, “que por uma questão de preço acabam por ser mais acessíveis do que a América Latina”, apesar da Geostar manter a aposta em destinos como a Colômbia.

Também a Turquia volta a estar presente na oferta da Geostar. “Temos já cinco paróquias que nos pediram, outras que fomos os primeiros motivadores, e portanto vamos relançar a Turquia que sempre foi um destino de eleição a nível de Turismo Religioso”, adianta, indicando que vai aparecer com preços mais acessíveis.

Terra Santa, Itália, Turquia, Europa Central e Grécia são assim as apostas do departamento de Turismo Religioso e Cultural da Geostar para 2018, ano em que Luís Albuquerque considera que se vai registar um crescimento.

Outra das novidades da Geostar, para o próximo ano, será o lançamento de uma viagem de peregrinação a Israel para pessoas de mobilidade reduzida, em data ainda a anunciar.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *