Sun D’Or aumenta oferta para Portugal com sete voos semanais

Por a 11 de Dezembro de 2017 as 22:55

A partir do próximo dia 25 de Março, Portugal vai ver reforçada as suas ligações aéreas a Israel, com a retoma da operação sazonal da Sun D’Or, companhia aérea subsidiária da transportadora israelita El Al. A capital portuguesa vai contar com cinco ligações semanais a Telavive, concretamente aos domingos, segundas, terças, quartas e quintas, com partida às 22h10 de Lisboa, o que pressupõe o aumento de uma frequência face à oferta do Verão IATA de 2017. No sentido inverso, o voo, que tem a duração de 5h30, parte de Telavive pelas 17h00, hora local.
No que diz respeito ao Porto, a cidade do Norte de Portugal vai oferecer mais um voo semanal, passando assim a duas frequências semanais, às segundas e quintas-feiras, com partidas da Cidade Invicta pelas 22h10 e 17h00, respectivamente, sendo que a segunda frequência acontece apenas a partir de 26 de Abril. No sentido inverso, o voo parte para de Telavive às 23h10 às segundas e 18h00 às quintas-feiras. As operações vão ser realizadas a bordo de um B737-800, com capacidade para 185 lugares.
Num encontro com a imprensa, Michael Strassburger, CEO da companhia aérea representada em Portugal pela GSA ATR, referiu que  no próximo ano a Sun d’Or vai oferecer cerca de 80 mil lugares entre os dois países, “nos quais esperamos que 40% deles sejam ocupados por portugueses que vão visitar Israel”. Contudo, o responsável salientou que a sua maioria vai ser ocupada por israelitas que estão agora a descobrir Portugal. “Vamos concentrar-nos em tornar os países próximos um do outro, não só apoiar o tráfego proveniente de Israel, que está a crescer em Portugal, mas também no tráfego de incoming de Portugal para Telavive”, descreve.
Desde o final de Setembro que a Sun d’Or estabeleceu um acordo de code-share com a TAP, que vai permitir captar outros mercados, nomeadamente o mercado brasileiro para Israel. “Com este acordo e a capacidade que vamos instalar no mercado, esperamos ver um crescimento de dois dígitos em 2018. Vamos estar atentos a novas oportunidades para aumentar esta operação”, salienta o CEO.
Actualmente, as reservas estão 30% acima das verificadas no ano passado, mas Michael Strassburger considera que “estes são números que têm de ser sustentáveis” face à capacidade de oferta que a Sun d’Or está a disponibilizar no mercado.

Número de portugueses cresce
Em 2016, foram 9100 os turistas portugueses que visitaram Israel, número que foi alcançado no passado mês de Outubro de 2017. Segundo Dolores Pérez, directora da Oficina Nacional do Turismo de Israel para Espanha e Portugal, as previsões apontam para terminar este ano com cerca de 11 mil turistas portugueses no destino. A responsável salientou que Israel tem sido sobretudo procurado pelo Turismo Religioso, mas o país tem muito mais para oferecer desde os ‘city breaks’, aos circuitos pelo deserto, às férias no Mar Vermelho, entre outros nichos de mercado.
Artur Sousa, director-geral da ATR, aproveitou para corroborar as declarações de Dolores Pérez, reforçando que “Israel não é só para grupos de Turismo Religioso, queremos mostrar que é muito mais”. O Turismo LGBT, a gastronomia israelita, a vida nocturna das cidades ou o facto do país ser uma ‘start-up nation’ são alguns dos atractivos turísticos de Israel.
Questionado relativamente às notícias recentes sobre a questão político-religiosa de Israel, Michael Straussburger, CEO da Sun d’Or, assegurou que a vida no país decorre com toda a normalidade e que tais acontecimentos não têm tido consequências ao nível das reservas nos voos para Israel.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *