Lisboa e Porto entre os destinos preferidos dos europeus em 2017, revela a eDreams

Por a 5 de Dezembro de 2017 as 11:58

As cidades de Lisboa e Porto foram dois dos destinos preferidos dos turistas europeus em 2017, apurou o relatório eDreams ODIGEO 2017, intitulado “O viajante europeu: tendências e previsões”.

O relatório apresenta as tendências registadas ao longo de 2017 e antecipa algumas previsões para 2018, tendo sido realizado através da análise a mais de 18 milhões de viajantes que a empresa registou através das suas marcas eDreams, Opodo, GO Voyages e Travellink durante este ano.

Relativamente a 2017, o relatório da eDreams revela que Lisboa foi a quinta cidade mais procurada pelos turistas europeus, registando um aumento de 17% face a 2016, enquanto o Porto foi a nona escolha dos turistas na Europa, com uma procura 12% acima do ano passado.

Mas as tendências de 2017 destacam também outros destinos portugueses, como é o caso da ilha Terceira, nos Açores, que foi o destino europeu de curta-distância com maior crescimento entre os viajantes de toda a Europa, registando um crescimento superior a 155% face ao ano anterior, enquanto Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, foi a quinta cidade mais procurada em viagens de curta-distância, com um aumento de 61% na procura.

A nível global, Londres foi a cidade mais visitada pelos turistas europeus e, em relação aos portugueses, a capital britânica foi o segundo destino fora de Portugal preferido, depois de Paris, que liderou as preferências dos turistas lusos em 2017.

Os destinos preferidos dos portugueses em 2017 foram Porto, Lisboa, Paris, Ponta Delgada e Londres e, para 2018, a eDreams destaca São Vicente, Sal, Dubai, Lyon e Bucareste como os destinos que apresentam uma percentagem de crescimento das reservas feitas em 2017 para 2018, comparando com as mesmas datas do ano passado, entre os portugueses. Ainda assim, os destinos com maior volume de reservas para 2018 são o Funchal, Amesterdão, Nova Iorque, Lisboa, Paris e Londres.

O estudo da eDreams apurou também que cerca de 23% dos portugueses usaram dispositivos móveis para fazer as suas reservas durante 2017, o que traduz um crescimento de 229% durante a última década, com Espanha a registar a maior percentagem de viajantes a fazer reservas online usando um dispositivo móvel – 37% -, enquanto a Suécia foi o país em que este tipo de utilização mais cresceu em 10 anos, no total de 283%.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *