Governo estuda nova fase do Programa Revive

Por a 19 de Novembro de 2017 as 23:02

Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, anunciou na sexta-feira, no encerramento do 29.º Congresso da AHP, que o Governo vai colocar, até ao final do ano, mais cinco monumentos a concurso dentro do Programa Revive e que está em estudo um novo lote de imóveis para o mesmo fim.

Em conversa com os jornalistas, Manuel Caldeira Cabral precisou que da primeira lista de 33 monumentos que compõem o Programa Revive, um imóvel já foi entregue, o Convento de São Paulo, em Elvas, ao Grupo Vila Galé; um segundo, os pavilhões do Parque D. Calos I, nas Caldas da Rainha, está com o processo praticamente fechado; cinco monumentos estarão a concurso até ao final do ano; e um número não avançado de imóveis irá a concurso no primeiro semestre de 2018.

O ministro da Economia revelou, ainda, que o Governo está a estudar “um novo pacote” de 40 imóveis para colocar a concurso para exploração turística quando os actuais 33 que compõem esta primeira fase estiverem entregues ao com o processo praticamente concluído.

No entanto, o responsável pela pasta da Economia ressalvou que não significa que todos os 40 monumentos em estudo sejam elegíveis para integrar uma segunda fase do Programa Revive: “O certo é que vai haver alguns que vão entrar e outros não.”

No seu discurso de encerramento o 29.º Congresso da AHP, Manuel Caldeira Cabral destacou o bom momento que se vive em Portugal, mas alertou para que a actual situação do País de estar “na moda” só pode ser “permanente” se os diversos intervenientes trabalharem “em conjunto”.

O responsável referiu, ainda, que o crescimento a que se assiste requer uma “dinamização da oferta” e que esta tem sido feita também através de diversos “instrumentos financeiros”, entre os quais o Portugal 2020, que, segundo Manuel Caldeira Cabral, já apoiou em 300 milhões de euros mais de 300 projectos hoteleiros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *