SEF vai controlar passageiros de cruzeiros a bordo

Por a 10 de Novembro de 2017 as 15:30

Os inspectores do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vão passar a realizar o controlo de passageiros a bordo dos navios de cruzeiro, anunciou esta sexta-feira, 10 de Novembro, o primeiro-ministro, António Costa, durante a cerimónia oficial de inauguração do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa.

“Vamos dar um passo muito inovador para a tramitação da entrada dos passageiros de fora do espaço Schengen aqui neste terminal, que é passar a adoptar a prática de ter os inspectores a embarcar no último porto de origem, de forma que todo o controlo se faça ainda a bordo e que permita que os passageiros já estejam controlados quando aportam”, afirmou António Costa.

De acordo com o chefe do executivo, a medida visa agilizar as tramitações burocráticas, permitindo que os turistas tenham “todo o tempo disponível para poderem usufruir da cidade”.

António Costa considera que o novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa vai ser importante para “diversificar” a oferta turística da cidade e “garantir que o Turismo não é uma actividade sazonal, como a oferta de sol e praia, mas que pelo contrário tem uma oferta que permite ocupar e gerar riqueza 365 dias por ano”.

O governante lembrou que o Turismo de Cruzeiros cresceu 62% na última década, a nível mundial, e considerou que, com a nova infraestrutura e com a localização geoestratégica do país, Lisboa tem condições para atrair um maior número de cruzeiros.

“Uma actividade que está em grande crescimento a nível mundial, com a posição geoestratégica do nosso país, onde é o ponto de encontro das rotas do Atlântico e das rotas do Mediterrâneo, tem condições únicas do ponto de vista geoestratégico para ser uma área de franco crescimento”, afirmou.

O novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa deverá permitir aumentar em 20% o número de passageiros de cruzeiros que chegam à capital, segundo Emre Sayin, CEO da Global Ports Holding, que integra o consórcio que ficou com a concessão da infraestrutura.

Presente na cerimónia de inauguração esteve também o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, que destacou a importância do novo terminal para tornar Lisboa num “porto de acostagem e visita”, contribuindo para “robustecer” a oferta da capital, enquanto Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, considerou que a infraestrutura vai ser “uma referência no mercado de cruzeiros internacional”, colocando Lisboa “entre os portos mais bem servidos no que a esta actividade respeita”.

Recorde-se que a construção do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa arrancou em 2007, com a primeira fase do cais acostável e o reforço do cais existente, tendo-se procedido a trabalhos diversos até Julho de 2014, data em que foi celebrado o contrato de concessão com o Consórcio Lisbon Cruise Terminals, com vista à construção da nova gare de passageiros e arranjo dos espaços exteriores.

O novo terminal ocupa uma área total de 65 mil metros quadrados, incluindo um cais de 1.490 metros de comprimento com capacidade para navios até 12 metros de calado. O edifício da gare de passageiros foi projectado pelo arquitecto português Carrilho da Graça e ocupa uma área de 13.800 metros quadrados, incluindo três andares, terraço panorâmico e estacionamento público e para autocarros.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *