“Em breve não irei sair”, diz Fernando Pinto

Por a 11 de Outubro de 2017 as 12:55

O presidente executivo da TAP, Fernando Pinto, nega que a sua saída da companhia aérea de bandeira nacional esteja para breve, ao contrário do que a comunicação social tem vindo a avançar desde o Verão passado.

“A empresa vai continuar a crescer, não tenho dúvida nenhuma disso, e em breve iremos ter novidades, como também posso dizer que em breve não irei sair”, declarou Fernando Pinto em resposta à Lusa, que questionou o responsável sobre se o anunciado crescimento da TAP no Porto ainda seria consigo ao leme.

Fernando Pinto falou aos jornalistas à margem da apresentação do programa “Taste Porto”, que agrega uma série de iniciativas dedicadas ao Porto, tendo o responsável afirmado que “todo o trabalho feito é para divulgar a cidade, a região, criar cada vez mais atractividade, sendo que o Porto acabou de ser considerada a cidade mais atractiva da Europa”.

“Nós queremos acompanhar isso, nós temos acompanhado isso. Isso aumenta a necessidade, o volume de voos e a TAP vai acompanhar isso. Não há dúvida nenhuma. Está previsto crescer”, garantiu.

Fernando Pinto recusou-se a avançar novidades quanto a novos destinos para a TAP, referindo apenas que “nenhuma empresa aérea o diz até ser oficial”, mas garantiu que “Lisboa não vai ressentir-se”.

O presidente executivo da TAP disse ainda que, no primeiro semestre, a companhia “cresceu em movimento de passageiros mais de 20%” e acrescentou que no mercado brasileiro “houve um crescimento de 60% e no norte-americano de 120%”, salientando ainda os aumentos verificados no “mercado africano e na Europa”.

O programa “Taste Porto” irá concretizar-se através da criação de parcerias com os principais ‘ícones’ da região e do desenvolvimento de acções que consolidem a percepção do Porto como diferenciadora pela sua arte, cultura, arquitectura e tradições, tendo Fernando Pinto anunciado a antiga campeã olímpica da maratona Rosa Mota como embaixadora da TAP no Porto.

Recorde-se que Fernando Pinto chegou à TAP em Outubro de 2000, na altura com a missão de preparar a empresa para a privatização. Nos últimos tempos, várias notícias têm dado como certa e para breve a saída do responsável da companhia, o que ganhou força com a entrada na companhia de Antonoaldo Neves, ex-CEO da Azul, em Julho.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *