destaque

“Excelência de Portugal” quer atrair turismo brasileiro

Por a 27 de Julho de 2017


Nascido há menos de um ano para promover o melhor da oferta turística nacional no Brasil, o projecto “Excelência de Portugal” já é um sucesso, o que permite pensar na expansão para outros mercados. Em conversa com o Publituris, Fabiene Heisler e Susanna Tocca, responsáveis pela “Excelência de Portugal”, desvendaram um pouco mais sobre o projecto e sobre os planos para o futuro.


Com uma carreira na área financeira e televisão brasileira, Fabiene Heisler é a cara da “Excelência de Portugal” no Brasil. Nascido há cerca de um ano, o projecto, que se assume como um ‘destination marketing’, pretende mostrar ao mercado brasileiro o melhor da oferta turística portuguesa, atraindo turistas de um mercado com um vasto potencial e um elevado poder de compra. “A Excelência de Portugal nasceu do desejo da Fabiane Heisler representar o destino Portugal. Estive em Portugal há dois anos e vim procurar uma parceria, uma pessoa com quem pudesse colaborar em Portugal”, começa por explicar a responsável.
Apesar do início não ter sido fácil, uma vez que existe a ideia de que o mercado brasileiro é difícil, tem muitas particularidades, Fabiene Heisler não desistiu e acabou por encontrar no Palácio Estoril Hotel o primeiro aliado. Daí até à parceria com Susanna Tocca, proprietária da DOC DMC e com uma vasta experiência em incentivos, foi um ápice. “A Susanna Tocca concordou em avançar e investir no mercado brasileiro, que é um mercado particular, um tanto exigente e, passado menos de um ano, já estamos com uma colecção de oito hotéis”, acrescentou.
Do lado de Susanna Tocca, a proposta não poderia ter vindo em melhor altura. Como explicou a responsável, há muito que existia a vontade de apostar no Brasil mas, devido às especificidades deste mercado, a ideia continuava em standby. Com a “Excelência de Portugal”, Susanna Tocca agarrou a oportunidade. “Para mim, o mercado brasileiro também é novo. Estou a aprender e o grande desafio é conseguir ir ao encontro do mercado, fazer propostas, mas é gratificante”, afirma. A ideia pretendia juntar o útil ao agradável, promovendo o melhor da oferta turística nacional, sob a marca “Excelência de Portugal”, no Brasil, pois como diz Fabiene Heisler, “o turista brasileiro tem procurado muito Portugal pelo idioma, mas também por ser um país muito seguro e, nesse sentido, decidimos avançar com um projecto exclusivamente voltado para o mercado brasileiro”. Foi assim que surgiu a “Excelência de Portugal”, uma marca que propõe experiências e roteiros de viagem assentes em parceiros cuidadosamente seleccionados e dentro de alguns nichos de mercado.

Parceiros vão permitir formar roteiro pelo País

“O modelo de negócio é este: juntamos parceiros e promovemo-nos debaixo de uma marca ‘umbrella’ que possa unir todos os parceiros e todo o destino. É um modelo que permite optimizar custos e recursos”, resumiu Susanna Tocca, explicando que os parceiros são “todos hotéis de cinco estrelas, com um perfil para o mercado de luxo”.
As ofertas dos vários parceiros são agregadas sob a forma de programas turísticos e comercializados pela DOC DMC, que, segundo Fabiene Heisler, “vai operacionalizar a oferta e permitir que os clientes possam realizar as várias experiências oferecidas através dos parceiros”, com destaque para nichos de mercado como o enoturismo, golfe e wedding. Além destes nichos, o projecto pretende incluir também o MICE, o que deverá acontecer “ainda antes do fim do ano”, com a entrada de um parceiro exclusivamente dedicado a este segmento, segundo Susanna Tocca.
O objectivo é juntar uma carteira com 12 unidades hoteleiras espalhadas por todas as regiões do País, incluindo ilhas, de forma a criar um roteiro por Portugal, que agregue as várias experiências que os clientes podem viver. “Colaboramos para que haja uma conexão entre os parceiros. Ou seja, um hotel vai indicar o outro porque estamos a falar de regiões estratégicas e há uma sinergia muito grande para promover cada uma das regiões de Portugal no mercado brasileiro”, acrescentou Fabiene Heisler.
O projecto conta já com oito hotéis parceiros – Hotel Palácio Estoril, The Yeatman, Penina Hotel & Golf Resort, Vila Monte, Vila Galé Palácio dos Arcos, Azores e Furnas Hotel, mas quer chegar às 12 unidades. “Com 12 parceiros fortes, fechamos a nossa colecção de hotéis e trabalhamos a sinergia entre eles”, referiu Fabiene Heisler, explicando que deverá ser possível atingir este objectivo “dentro de um ano”. Prioridade será o Alentejo, uma vez que a Excelência de Portugal ainda não estabeleceu parceria com nenhuma unidade hoteleira nesta região, que é muito procurada pelos turistas brasileiros. “Queremos também um hotel no Alentejo, porque é uma região que os brasileiros procuram muito para experiências vínicas e, por isso, queremos um hotel que tenha um perfil também voltado para o vinho”, referiu a responsável.

Internacionalização na mira

Por enquanto, a comunicação da “Excelência de Portugal” no Brasil tem estado concentrada em Fabiene Heisler, que recorre ao seu mediatismo no país e ao contacto próximo com ‘opinion leaders’ brasileiros para promover o projecto, o que resultou já numa famtrip que trouxe um grupo de empresários a Portugal. A isto, acrescem ainda as redes sociais, uma vez que a Excelência de Portugal conta já com página no Facebook e Instagram, devendo contar ainda com site próprio em breve.
O balanço do primeiro ano é positivo, pois como referiu Fabiene Heisler, o objectivo é fazer com que o mercado brasileiro, “que era muito pouco significativo, passe a ter significado e representatividade”, o que já se está a verificar no Palácio Estoril Hotel, onde o mercado brasileiro entrou já para o Top10. “O meu propósito é fazer com que o mercado brasileiro seja significativo para cada um desses parceiros, ou seja, que esteja entre os cinco melhores ou no Top10 dos nossos parceiros”, afirmou, acrescentando que o projecto vai contribuir para trazer “clientes muito bons, com um tipo de perfil que nivela para cima o Turismo em Portugal”.
Em Novembro, a Excelência de Portugal vai realizar também uma reunião de balanço, durante a qual, explica Susanna Tocca, vão ser definidas as questões estratégicas para 2018, como a expansão da marca para outros mercados. “Queremos levar esta marca para outros países. Queremos levar os parceiros que queiram investir noutros mercados”, explicou Susanna Tocca, referindo que “os mercados prioritários são aqueles em que a promoção é mais cara, como os mercados de língua alemã e a Escandinávia, que tem muita apetência para golfe e gastronomia”. Mercados como os EUA também estão na mira, ainda que, refere Susanna Tocca, seja primeiro necessário aguardar por uma maior maturidade do projecto. “Os mercados dos EUA e Inglaterra também estão nos nossos planos mas, para isso, vamos ter que encontrar um director de vendas no futuro. Mas são mercados onde queremos entrar porque são muito interessantes para os hoteleiros”, concluiu a responsável.

Eventos vão ajudar a atrair clientes

Para divulgar a oferta da Excelência de Portugal, estão também previstos alguns eventos, com Susanna Tocca a avançar que “o objectivo é fazer um evento a cada semestre”. “No próximo ano, vamos fazer eventos entre Portugal e o Brasil. Vamos fazer um evento pequeno ainda em Outubro, no Brasil, e depois vamos ter outro que deverá decorrer perto da Travel Week, onde vamos participar de certeza”, explicou a responsável. Além destes eventos promocionais, a Excelência de Portugal vai promover também um evento já em Novembro e que consiste numa harmonização de música clássica e vinhos, que vai passar pelos vários hotéis parceiros da iniciativa, começando no Alentejo, a 10 de Novembro, terminando no dia 18, no Palácio Estoril Hotel, e que deverá contribuir para atrair “potenciais clientes locais e também internacionais”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *