53% dos britânicos querem isenção de visto para turistas depois do Brexit

Por a 26 de Julho de 2017 as 10:26

A eDreams divulgou esta quarta-feira, 26 de Julho, um estudo que mostra que 53% dos britânicos defendem a isenção de visto para os turistas que visitem o país depois do Brexit, com a maioria a destacar o carácter acolhedor do Reino Unido e os benefícios para a economia caso os turistas sejam dispensados desta obrigatoriedade.

Apesar de preferirem que os turistas não sejam obrigados a solicitar visto de entrada no Reino Unido, 47% dos britânicos acreditam que essa vai passar a ser uma obrigatoriedade para si próprios sempre que viajarem pela Europa, uma vez que a livre circulação de pessoas garantida pela pertença à União Europeia deixará de ter efeito a partir de 29 de Março de 2019.

Se a questão do visto for para a frente, como sucede com os turistas de países fora da comunidade europeia, 49% dos inquiridos consideram que o preço para os viajantes europeus e para os britânicos deveria fixar-se ao mesmo nível.

Confrontados com o porquê de dispensarem a necessidade de visto para turistas, 62% dos britânicos invocaram o carácter acolhedor do Reino Unido, enquanto 58% acreditam que seria mais benéfico para a sua economia e 56% defendem que isso fomentaria um bom relacionamento com outras nações da União Europeia.

O estudo da eDreams mostra algumas diferenças de opinião face à idade e origem dos inquiridos, com 62% dos jovens a mostrarem-se contra a introdução de um visto, tal como a maioria dos londrinos e escoceses, já que 80% dos residentes em Londres e 62% dos escoceses que foram inquiridos preferem que continue a não existir a necessidade de solicitar visto.

Ainda assim, muitos britânicos mostram-se a favor do visto, com o estudo da eDreams a apurar que 45% dos residentes na região noroeste do país apoiaria a introdução de um visto para turistas.

O estudo foi realizado para a eDreams pela YouGov Plc e inquiriu 2.057 adultos, através de questionários online.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *