TAP volta a ter Estado como principal acionista

Por a 30 de Junho de 2017 as 11:51

O Governo aprovou quinta-feira, 29 de Junho, em Conselho de Ministros, a minuta que formaliza o regresso do Estado português à posição de acionista maioritário na TAP, ficando com 50% do capital social da companhia aérea, enquanto o consórcio privado Atlantic Gateway passa a ter 45%, sendo os restantes 5% distribuídos pelos trabalhadores da TAP.

“Fica, assim, integralmente cumprido o compromisso assumido no Programa do Governo de o Estado passar a ser o maior acionista da TAP de forma a, em conjunto com a Atlantic Gateway, capitalizar, modernizar e assegurar o desenvolvimento da companhia ao serviço dos portugueses e de uma estratégia de afirmação lusófona”, refere o comunicado do Conselho de Ministro.

Com a aprovação da minuta que estabelece o regresso do Estado à posição de acionista maioritário, o processo de reversão parcial da privatização da companhia de bandeira nacional fica concluído, mais de um ano e meio depois do início das negociações com o consórcio que tinha ganho o processo de privatização da TAP.

Recorde-se que a TAP foi vendida ao consórcio Atlantic Gateway em Novembro de 2015, num negócio que previa a passagem de 61% do capital da companhia para a esfera privada e a injecção de 334 milhões de euros na companhia. Pouco tempo depois, tomava posse o actual Governo, que decidiu reverter parcialmente a privatização, reduzindo a participação do consórcio privado de 61% para 45%, num processo que fica agora concluído.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *