Assine já
CTP
Destinos

CTP leva empresários a Bruxelas para reforçar ligações com instituições europeias

A comitiva é composta por 20 pessoas e integra os órgãos sociais e o presidente da CTP, Francisco Calheiros,

Publituris
CTP
Destinos

CTP leva empresários a Bruxelas para reforçar ligações com instituições europeias

A comitiva é composta por 20 pessoas e integra os órgãos sociais e o presidente da CTP, Francisco Calheiros,

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Bazuca Europeia: “O que conhecemos até ao momento é um plano de boas intenções”
Homepage
Impacto da COVID-19 na imagem de Portugal preocupa CTP
Homepage
Montijo: CTP critica novo adiamento e lamenta que se recuperem “outras opções de localização”
Homepage
CTP: “PRR menospreza importância do Turismo para a economia nacional”
Homepage

A Confederação do Turismo Português (CTP) realiza, a partir de amanhã até dia 8 de Junho, uma visita de trabalho a Bruxelas com um conjunto de empresários e associados ligados à actividade turística.

Segundo o comunicado da CTP, “o objectivo é reforçar as relações dos agentes do Turismo com as instituições europeias, através de um conjunto de reuniões e encontros com entidades como o Comité das Regiões Europeu e Comité Económico e Social Europeu, entre outras”.

A comitiva é composta por 20 pessoas e integra os órgãos sociais e o presidente da CTP, Francisco Calheiros, que pretende com esta iniciativa colocar o Turismo na agenda mediática europeia. “Todos sabemos do excelente momento que o nosso país atravessa em matéria de actividade turística e do seu contributo para a criação de riqueza e de emprego. Contudo, é importante não esquecer que ainda subsistem problemas no Turismo que é preciso resolver não só para manter este crescimento, mas sobretudo para garantir que este acontece de forma sustentável”, afirma.

“Acredito que com esta visita de trabalho se possam estreitar ligações no sentido de nos aproximarmos dos processos de decisão europeus e analisar em conjunto os desafios que se colocam ao Turismo em Portugal”, remata.

Ao longo dos 3 dias da visita, organizada em parceria com a eurodeputada Cláudia Monteiro de Aguiar, a comitiva irá visitar a Comissão Europeia, o Comité das Regiões Europeu e Comité Económico e Social Europeu e reunir com o Comissário Europeu Carlos Moedas, o Embaixador de Portugal em Bruxelas, António Alves Machado, a directora do AICEP em Bruxelas, Maria Manuel Branco, a Gestora da equipa do Turismo de Portugal na Bélgica, e vários eurodeputados.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados

Arquivo: WTM London 2017

Destinos

WTM London abre registos para a edição de 2022

Este ano, o WTM London vai decorrer entre 7 e 9 de novembro, no no ExCeL, em Londres, regressando ao seu formato pré-pandemia e inteiramente presencial.

Os registos para a edição deste ano do World Travel Market London (WTM), que vai voltar a decorrer em formato totalmente presencial, entre 7 e 9 de novembro, no ExCeL, em Londres, já se encontram a decorrer e podem ser realizados online, através do website do certame.

“A feira deste ano está de volta ao seu formato pré-pandemia, totalmente presencial, com centenas de destinos expositores e marcas de todo o mundo que vão apresentar os seus novos produtos aos compradores”, destaca a organização do certame, num comunicado enviado à imprensa.

Através do site do WTM London, já é possível fazer o registo para participar na feira de turismo de Londres como visitante, media ou expositor, sendo também possível conhecer o programa de conferências do certame através deste website.

Na edição deste ano, o WTM London vai voltar a contar com um recheado programa de conferências, estando já confirmadas mais de 70 sessões sobre o futuro do setor do turismo, sustentabilidade, tecnologia e novas realidades, e que vão contar com a participação de reputados oradores, entre líderes do setor, oradores motivacionais ou celebridades.

O WTM London vai também voltar a promover o Travel Tech, evento dedicado à tecnologia no setor das viagens e turismo, e que vai igualmente contar com a participação de conceituados oradores internacionais.

“Este ano, o WTM London garante sessões de conferência inspiradoras, novos recursos e oportunidades de networking em abundância, enquanto todos olhamos para o futuro da indústria de viagens”, resume Juliette Losardo, Exhibition Director at World Travel Market London.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Brasil é o melhor destino da América do Sul para cruzeiros e viagens de jovens – WTA

O Brasil acaba de ser eleito o melhor destino da América do Sul para cruzeiros e viagens de jovens, pelos World Travel Awards (WTA), enquanto o Rio de Janeiro foi apontado, pela terceira vez consecutiva, como o melhor destino para turismo desportivo naquele continente.

Publituris

O anúncio foi feito na Jamaica pelos World Travel Awards, iniciativa global que reconhece a excelência em viagens e turismo.

O reconhecimento chegou após pesquisa realizada pela organização junto às principais marcas de viagens, turismo e alojamento.

Estima-se que a última temporada de cruzeiros no Brasil movimentou mais de 1,08 mil mlhões de Reais, enquanto, a previsão para a próxima época e de 3,3 mil milhões.

No que diz respeito a férias dos jovens, refira-se que o Brasil tem sido muito procurado por este target a nível internacional, que buscam destinos de lazer, gastronômicos e de aventura, como Gramado, no Rio Grande do Sul; Porto Seguro e Salvador, na Bahia; e Rio de Janeiro.

Quanto ao turismo desportivo, o Rio de Janeiro é procurado para acolher eventos desportivos de carater internacional, para além de oferecer inúmeras opções para turistas que procuram destinos para a prática de algum tipo de desporto.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Portugal apresenta-se em Londres como destino “original e alternativo”

“As pessoas queriam coisas diferentes, originais, alternativas, que tenham uma ligação grande com a componente do planeta, das pessoas, com a sustentabilidade”, afirmou o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, durante o FTWeekend Festival, em Londres.

Publituris

Desde a pandemia de covid-19 que os britânicos olham mais para Portugal como um destino “original e alternativo” às férias com “sol e praia”, disse o responsável à Agência Lusa

Foi com o objetivo de promover esta imagem que a entidade fez uma parceria com o jornal Financial Times no FTWeekend Festival, um evento onde escritores, cientistas, políticos, cozinheiros, artistas e jornalistas protagonizaram palestras e debates sobre temas como o clima, ambiente ou cultura.

O evento, destinado a um público de “segmento alto”, explicou à Lusa, foi “uma oportunidade para, saindo da bolha do turismo ou das viagens, associar a marca Portugal (…) às artes, arquitetura, finanças, tecnologia”.

Realizado desde 2916 no parque de Hampstead Heath, no norte de Londres, o FTWeekend Festival atrai anualmente mais de 3.000 pessoas, sendo o preço do bilhete normal de acesso 119 libras (138 euros).

O programa incluiu três painéis dedicados especificamente a Portugal.

“Queremos mostrar um Portugal diferente, que se preparou durante estes dois anos, e que está mais do que pronto para receber turistas que procuram destinos alternativos”, apontou Luís Araújo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Cabo Verde; Portugal foi 2º mercado emissor no 2º trimestre

No segundo trimestre deste ano, Portugal foi o segundo mercado emissor de turistas para Cabo Verde, com uma quota de 13,2”, ocupando a terceira posição ao nível das dormidas (11, 3%).

Publituris

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas de Cabo Verde, o principal mercado emissor de turistas, no segundo trimestre do ano de 2022, passou a ser o Reino Unido, representando 31,8% do total das entradas. A seguir vêm Portugal, Alemanha, Países Baixos e França, responsáveis respetivamente, por 13,2%, 11,5%, 9,7% e 5,8% do total das entradas.

Em relação às dormidas, também o Reino Unido ocupa o primeiro lugar com 38,8% do total, seguido da Alemanha com 12,6%, Portugal com 11,3%, Países Baixos com 9,8%, e França, com 4,6%. Foram também os britânicos que permaneceram mais tempo em Cabo Verde com uma estadia média de 5,6 noites.

Os dados do INE cabo-verdiano revelam que, no período em análise, a hotelaria registou mais de 170 mil hóspedes, correspondendo a um aumento de 688,5% e as dormidas aumentaram 796,9%, face ao mesmo período do ano de 2021.

A ilha do Sal passou a ser o destino mais procurado pelos turistas, representando cerca de 57,9% das entradas nos estabelecimentos hoteleiros.

Por sua vez, as dormidas atingiram mais de 786 mil no mesmo período, traduzindo-se numa variação positiva de 796,9%, em relação ao 2º trimestre de 2021.

Os dados indicaram também que a ilha do Sal continua no primeiro lugar com 52,2%, Boa Vista com 38,4%, Santiago com 4,1% e Ilha de S. Vicente com 3,0% no que se refere às dormidas.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Moçambique admite colocar Portugal na lista de países isentos de visto

De acordo com Filipe Nyusi, presidente da República de Moçambique, a questão dos vistos é uma das 20 medidas que estão inscritas no pacote de facilitação à economia.

Publituris

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, admitiu esta sexta-feira, 2 de setembro, que Portugal pode vir a integrar a lista de países isentos de visto para entrar em Moçambique.

De acordo com a Lusa, a afirmação do chefe de Estado moçambicano foi proferida durante uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro português, António Costa, que está a realizar um visita a este país africano e inaugurou o fórum de negócios de investimentos entre os dois países .

Segundo Filipe Nyusi, esta “é uma questão de informalizar e ver quais são os países que fazem parte da lista automaticamente aceite”, explicando que a questão dos vistos é uma das 20 medidas que estão inscritas no pacote de facilitação à economia.

“Se demorar Portugal, nós vamos unilateralmente abrir as portas”, acrescentou o Presidente da República de Moçambique, justificando a intenção pelo facto de Portugal não comportar risco nem transportar “crime para Moçambique”.

Recorde-se que o Governo português aprovou na quinta-feira, 1 de setembro, a regulamentação para a entrada em vigor do acordo de mobilidade na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que facilitará a entrada em Portugal de cidadãos destes países, incluindo Moçambique.

Já esta sexta-feira, 2 de setembro, o primeiro-ministro, António Costa, disse esperar que este decreto-lei seja promulgado e possa entrar em vigor rapidamente, passando a ser “liminarmente aceites” os pedidos de visto de cidadãos de países membros da CPLP, desde que não tenham nenhuma ordem de interdição ou expulsão no espaço Schengen.

“Para 99,9% de todos os naturais da CPLP, a concessão de visto passará a ser automática”, indicou o chefe do governo português, considerando que “a excelência de relacionamento politico na CPLP tem de ser tradução no dia a dia dos cidadãos”.

No entanto, quanto a uma eventual isenção, António Costa ressalvou que a “política de vistos é comunitária e definida pela União Europeia” e apontou que o que pode ser feito é precisamente a agilização dos processos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Açores também acabam com obrigatoriedade de máscara facial nos aviões

O Governo Regional dos Açores decidiu acompanhar as medidas do continente e eliminar a obrigatoriedade do uso das máscaras nos aviões e nas farmácias.

Publituris

O Governo Regional dos Açores anunciou esta sexta-feira, 2 de setembro, uma resolução que prevê o fim da obrigação do uso de máscaras faciais nos aviões, acompanhando as medidas do Continente de controlo da pandemia da COVID-19.

“A situação epidemiológica nos Açores permite, agora, acompanhar as medidas decretadas a nível nacional quanto ao fim da obrigatoriedade de utilização de máscaras nos transportes aéreos e nas farmácias”, declarou o subsecretário regional da Presidência, Pedro Faria Castro.´, citado pela Lusa.

Recorde-se que o fim da obrigação do uso de máscara facial nos transportes públicos, incluindo nos aviões, foi decidido a 25 de agosto, em Conselho de Ministros, e entrou em vigor na sexta-feira seguinte, 26 de agosto.

Face à “nova legislação nacional”, o Governo dos Açores decidiu eliminar a obrigatoriedade do uso das máscaras nos aviões e nas farmácias, uma vez que a utilização da máscara já não era obrigatória nos transportes terrestres e marítimos na região.

De acordo com Faria e Castro, o Conselho do Governo Regional aprovou uma resolução com “retroatividade à data de entrada em vigor da medida igual tomada a nível nacional”.

“Decorrente da avaliação que é feita nos Açores e em linha com aquilo que foi decidido a nível nacional, o Governo [Regional] entendeu que deve conectar com a entrada em vigor da legislação nacional. Como a legislação nacional entrou em vigor no dia 27 de agosto, daí a retroatividade da decisão”, explicou o responsável.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Resultados de julho mostram que Turismo volta a ser “motor imprescindível”, diz SETCS

A secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, lembra que julho terá sido o “melhor mês de sempre no que ser refere ao número de hóspedes e de dormidas em Portugal” e que as receitas turísticas desse mês já ultrapassaram 2019.

Publituris

A secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços (SETCS), Rita Marques, considera que os dados relativos à atividade turística de julho, que ditam que este terá sido o “melhor mês de sempre no que ser refere ao número de hóspedes e de dormidas em Portugal”, mostram que o sector do Turismo voltou a ser um “motor imprescindível” para a economia nacional.

Rita Marques refere-se aos dados revelados esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e pelo Banco de Portugal (BdP), que mostram que, em julho, o alojamento turístico já ultrapassou igual mês de 2019 em hóspedes e dormidas, enquanto as receitas provenientes da atividade turística terão aumentado 137%, superando também os números de julho de 2019.

“Estes números evidenciam que o setor do turismo é, hoje, novamente, um motor imprescindível na nossa economia. Graças aos apoios do governo, mas, também e sobretudo, ao espírito de resiliência e criatividade do setor, as nossas empresas estão a responder”, considera a governante, num comunicado enviado à imprensa esta sexta-feira, 2 de setembro.

No comunicado enviado à imprensa, a Secretaria de Estado do Turismo, Comércio e Serviços lembra que a estimativa do INE para julho aponta para 3.029,1 mil hóspedes e 8.628,4 mil dormidas no total do alojamento turístico, quando em julho de 2021 tinham sido 1.633,8 mil hóspedes (+85,4%) e 4.538,6 mil dormidas (+90,1%).

Relativamente a julho de 2019, mês pré-pandémico, a evolução é de mais 6,3% para hóspedes (+179,8 mil hóspedes) e de mais 4,8% para dormidas (+397,2 mil dormidas).

A previsão refere ainda que 2.906,0 mil dormidas serão de residentes (2.663,9 mil em julho de 2021, ou seja, +9,1%) e que 5.722,4 mil, serão de não residentes. O que traduz um crescimento homólogo de 205,2% (1.874,8 mil em julho de 2021).

A quota de dormidas de não residentes, que era de 41,3% em julho de 2021, passa agora para 66,3%, repondo a estrutura natural do mercado turístico português.

Todas as regiões do país denotam evoluções positivas face a julho de 2021. O Algarve será responsável por 33,1% das dormidas, seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (22,7%), o Norte (15,6%), a RA Madeira (10,5%) e o Centro com 10,0%. Os aumentos mais expressivos serão na Região Autónoma da Madeira (+21,0%), na região Norte (+14,9%) e no Centro (+10,6%).

Ao nível dos principais mercados, a estimativa indica que todos evoluirão de forma positiva e que a sua quota no total das dormidas de não residentes será de 87,6%.

O mercado britânico predominará e registará uma quota de 19% das dormidas de não residentes e um aumento de 1,0% face a julho de 2019, destacando-se ainda o mercado espanhol (quota de 12,6% e um acréscimo de 2,3%) e o norte-americano (quota de 7,6% e +35,9% em dormidas).

Em termos acumulados, até julho deste ano, estima-se que 14.259,4 mil hóspedes tenham permanecido nas unidades de alojamento, dando origem a 37.229,1 mil dormidas. Comparando com o mesmo período de 2021, verificar-se-á um aumento de 194,3% nas dormidas totais, resultante do aumento esperado de 58,5% nos residentes (+4.513,3 mil dormidas) e de +406,2% para os não residentes (+20.066,4 mil dormidas).

Já o BdP anunciou, segundo a Secretaria de Estado, “que as receitas do turismo continuam a crescer de forma expressiva”, acima de 2019 (+11% em julho), confirmando as previsões do Banco de Portugal nesta matéria, que apontam para que os gastos dos não residentes em 2022 superem em 4,2% os valores de 2019.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Lisboa recebe organizadores de eventos na 9.ª edição do Associations World Congress

O 9.º Associations World Congress (AWC) vai reunir presencialmente os dirigentes de associações e gestores de eventos de todo o mundo, decorrendo no Altice Arena, em Lisboa, entre 5 e 7 de setembro.

Publituris

A capital portuguesa é palco, entre 5 e 7 de setembro, do 9.º Associations World Congress (AWC), evento que vai reunir presencialmente os dirigentes de associações e gestores de eventos de todo o mundo.

A decorrer no Altice Arena, no Parque das Nações, em Lisboa, o evento vai contar com uma programação que “visa apoiar os executivos das associações que representam mais de 10 mil eventos internacionais e itinerantes em todo o mundo, com produtos e serviços que contribuam com a estratégia das organizações”.

Estratégia de Associação, Estratégia de Eventos e Competências Executivas são as temáticas que vão ser debatidas nesta edição do AWC, a primeira em formato presencial desde o início da pandemia.

No programa do evento, estão também previstas sessões com estudos de caso de associações, workshops para geração de novas ideias para o setor, bem como a criação de valor para a indústria, além de um painel sobre como assegurar a viabilidade financeira das associações, dos eventos e o incentivo ao networking com associações similares em outros países.

“O mundo dos eventos passou por mudanças que se refletirão nesta edição do AWC que acontece em Lisboa”, adianta Damian Hutt, da AAE, entidade organizadora do congresso, que conta também com o apoio da Associação Turismo de Lisboa, Cascais e do Porto Convention Bureau.

A iniciativa vai contar com a participação de vários organizadores de eventos, incluindo Chefes Executivos, CEO e Executivos e Gerentes Sénior de associações profissionais, científicas e empresariais, sociedades, federações, conselhos, câmaras e outras organizações associadas.

De acordo com a organização, a “conquista do evento para a capital portuguesa foi uma tarefa hercúlea assumida pelo sector privado, com liderança do Altice Arena e de seus parceiros, que viram uma excelente oportunidade de marketing e de proporcionar aos gestores de eventos convidados uma experiência de impacto positivo para os negócios”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Museus e atrações turísticas portugueses nomeados para os Remarkable Venue Awards

Vários museus e atrações turísticas portugueses estão nomeados, para já, para cinco das sete categorias que competem aos Remarkable Venus Awards, galardões internacionais da Tigets. Envolvendo nove países, Portugal estreia-se nesta edição.

Publituris

Ao todo são sete categorias em competição. Agora são conhecidos os nomeados para cinco dessas sete categorias – ‘Local Mais Notável’, ‘Melhor Museu’, ‘Melhor Atração’, ‘Melhor Marco Histórico’ e ‘Melhor Experiência no Local’. Para estas categorias, a seleção dos nomeados e dos vencedores baseia-se em mais de um milhão de avaliações atribuídas pelos clientes da Tiqets às atrações que visitaram.

No final do mês, serão anunciados os nomeados para as outras duas categorias – ‘Melhor Joia Escondida’ e ‘Local Mais Inovador’ –, que são avaliadas por um júri nacional de especialistas em turismo.

As candidaturas para concorrer a estas duas categorias continuam abertas até dia 8 de setembro. As atrações portuguesas interessadas devem candidatar-se a partir de um formulário no website da Tiqets.

“Estamos convictos de que o reconhecimento das atrações nacionais nos Remarkable Venue Awards serão um contributo para a valorização e promoção deste património único, que vai ao encontro da nossa missão diária na Tiqets: tornar a cultura cada vez mais acessível”, refere Jaume Vidal, diretor regional pra Espanha e Portugal da plataforma de reserva e compra de bilhetes online para museus e atrações, disponibilizando experiências em mais de 4000 locais no mundo.

Os vencedores nacionais em cada categoria serão selecionados automaticamente para concorrer aos prémios mundiais, que serão entregues na cerimónia anual dos Remarkable Venue Awards no Tourism Innovation Summit (TIS), em Sevilha, no dia 2 de novembro.

Os museus e atrações de Portugal nomeados para as cinco categorias dos Remarkable Venue Awards baseadas em avaliações do público são:

Local Mais Notável: Oceanário de Lisboa; AquaShow Park Algarve; Castelo dos Mouros; Zoomarine Algarve.

Melhor Museu: Immersivus Gallery Porto; Museu do Tesouro Real; Fundação Calouste Gulbenkian; Fundação de Serralves.

Melhor Atração: Museu do FC Porto – Estádio do Dragão; Estádio da Luz e Museu Benfica – Cosme Damião; Oceanário de Lisboa; Magical Garden Alice.

Melhor Marco Histórico: Castelo dos Mouros; Palácio de Monserrate; Sé do Porto; Mosteiro dos Jerónimos.

Melhor Experiência no Local: Ideal Clube de Fado; Benagil e costa: circuito completo pelas grupas by Atlantis Tours; HippoTrip; Museu do FC Porto – Estádio do Dragão.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Tomorrow Tourism Leaders desafia estudantes de turismo a criar “Super Evento” com impacto positivo no setor

O Tomorrow Tourism Leaders (TTL), projeto que junta a Associação Fórum Turismo e o Super Bock Group pelo terceiro ano consecutivo, tem este ano uma nova versão, o Super School.

Publituris

O Tomorrow Tourism Leaders (TTL), projeto que junta a Associação Fórum Turismo e o Super Bock Group pelo terceiro ano consecutivo, tem este ano uma nova versão, o Super School, que vai desafiar os estudantes do setor do turismo a criarem um “Super Evento que promova a responsabilidade social e gere impacto positivo no setor”.

A fase de candidaturas a este projeto, que nesta edição é dedicado à comunidade escolar, decorre até 30 de setembro e, por cada escola, pode concorrer apenas uma equipa constituída por dois a quatro estudantes e um professor mentor, que se responsabiliza pela inscrição e acompanhamento do grupo.

“Desde há três anos que fazemos esta chamada à sociedade, através do Tomorrow Tourism Leaders Super Edition, incentivando à mobilização e à captação de novas ideias e soluções que ajudem ao desenvolvimento sustentável do Turismo em Portugal. É um tema com o qual o Super Bock Group está comprometido e, portanto, é com enorme prazer que nos voltamos a juntar ao Fórum Turismo”, explica Graça Borges, diretora de Comunicação, Relações Institucionais e Sustentabilidade no Super Bock Group.

Depois da fase de candidaturas, segue-se a fase de entrega do desafio proposto, em que as equipas têm de criar um projeto para um Super Evento que promova a responsabilidade social e tenha um impacto positivo no Turismo.

“Como é habitual no TTL Super Edition, é esperado que as soluções apresentadas sejam sustentáveis e conscientes na sua resolução. Esta edição não é diferente, pelo que, a resposta ao desafio deve obrigatoriamente atender a um ou mais dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pelas Nações Unidas na sua Agenda 2030”, explicam as entidades responsáveis pelo projeto, num comunicado enviado à imprensa.

A 17 e 18 de novembro, tem lugar a grande final, naquele que será o momento para as equipas selecionadas apresentarem o seu projeto num pitch ao vivo, com a equipa vencedora, que será escolhida pelo júri do projeto, a ganhar uma viagem à FITUR 2023, em Madrid.

De acordo com as entidades responsáveis pelo projeto, “as apresentações e respostas ao desafio serão avaliadas segundo dimensões como a criatividade e inovação, a relevância, a viabilidade económica, a aplicabilidade do projeto e a adequação à questão proposta”, uma vez que o objetivo desta iniciativa é “incentivar o empreendedorismo criativo e social e fomentar a geração de ideias e de negócios inovadores no Turismo”.

Recorde-se que, em 2021, o TTL foi dedicado ao canal HORECA e contou com a apresentação de mais de 200 ideias, enquanto a primeira edição, que foi dedicada ao Turismo de Natureza, com o objetivo de encontrar soluções para “tornar Portugal um destino turístico mais sustentável”, contou com a apresentação de 740 ideias.

“Depois dos contributos para promover o produto Turismo de Natureza e, posteriormente, de pensar o futuro do canal Horeca, hoje arrancamos com o desafio junto dos alunos das escolas de Turismo, para que reflitam e desenvolvam um evento que promova a responsabilidade social e possa gerar impacto positivo no setor. Pelo envolvimento dos participantes e resultados obtidos nas edições anteriores, mantemos as melhores expectativas para esta terceira edição”, acrescenta Graça Borges.

As inscrições para o TTL Super School já se encontram a decorrer e podem ser realizadas online aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.