Portugal, País de eventos

Por a 25 de Maio de 2017 as 15:49

Esta semana, foi revelado o ranking da ICCA – International Congress and Convention Association, um barómetro que afere os países e as cidades que mais eventos receberam no ano em análise, neste caso 2016.
Os rankings têm de ser vistos como barómetros, cada um tem os seus critérios e, portanto, devem ser analisados ao abrigo desses critérios. Tenho algumas dúvidas da sua dimensão mediática, ou seja, se os rankings são tidos em conta na tomada de decisão para onde se levam os eventos internacionais. Mas se não contribuem, também não farão mal. Tirando isso, são instrumentos para avaliar em que ponto nos encontramos.
No caso de Portugal, foram boas notícias, não só para o país como um todo, já que o destino subiu duas posições, ocupando agora o 10º lugar do ranking mundial, assim como para as cidades, Lisboa manteve-se no top 10, e convenhamos chegar ao Top 10 e manter-se é um grande desafio tendo em conta a grande concorrência. Lisboa é uma cidade que não tem capacidade para congressos de grande dimensão e ainda assim consegue um 9º lugar. Está de parabéns.
Como estão de parabéns o Porto que sobe quatro lugares no ranking europeu e 11 no ranking mundial, Cascais que sobe dois lugares no europeu e Coimbra sobe 75 lugares no europeu e 155 no mundial.

Editorial publicado na edição de 12 de Maio de 2017

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *