Centro de Inovação do Turismo arranca até ao fim do ano

Por a 22 de Maio de 2017 as 22:57

O Turismo de Portugal (TP) apresentou esta segunda-feira, 22 de Maio, o Centro de Inovação do Turismo, plataforma que visa promover a inovação e o empreendedorismo no sector e que vai arrancar até ao final do ano, segundo Luís Araújo, presidente do TP.

“O Centro de Inovação do Turismo vai ser lançado no segundo semestre, até ao final do ano”, afirmou o responsável durante a apresentação da iniciativa, que decorreu no Ministério da Economia e que reuniu vários representantes do sector.

Como referiu Sérgio Guerreiro, do TP, durante a apresentação, o Centro de Inovação do Turismo é “o pilar da implementação da estratégia” do Programa Turismo 4.0, lançado no ano passado e que prevê a digitalização e modernização do sector através de iniciativas inovadoras e em estreita colaboração com as startups.

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o novo centro representa uma oportunidade para “acelerar o processo de inovação”, de forma a “afirmar o Turismo como uma plataforma para o desenvolvimento e inovação de Portugal”

Presente na cerimónia esteve também o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que sublinhou o pioneirismo do Centro de Inovação do Turismo e das medidas do Programa Turismo 4.0, afirmando que “Portugal não está a seguir ninguém, está a dar passos à frente dos outros”.

O novo centro, que terá o estatuto de associação de direito privado, vai funcionar como um ponto de encontro entre empresas tradicionais e startups da área do turismo, de forma a contribuir para a modernização e internacionalização do sector, numa iniciativa que prevê também a formação e requalificação de recursos humanos e está aberta à participação de empresas de outros sectores.

Uma das funções do Centro de Inovação do Turismo será a de funcionar como laboratório para as startups da área do turismo, recorrendo para o efeito a uma rede de 27 incubadoras com mais de 250 empresas, ao abrigo de um protocolo que já existia e que ditou já a realização de 11 iniciativas.

“Temos tudo para este centro dar certo e ser um ponto de referência em qualquer parte do mundo. Esse é o objectivo e quero deixar claro que isto não é mais uma incubadora, não é mais uma aceleradora, é um Centro de Inovação, é para juntar essas valências que já existem”, resumiu o presidente do TP em declarações aos jornalistas.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *