destaque

AMResorts com boa aceitação no mercado português

Por a 18 de Abril de 2017


Captar o turista que procura qualidade e luxo nas Caraíbas é o propósito da cadeia hoteleira. José Maria Lucas, director para Espanha e Portugal da AMResorts, explica que o mercado português está a ser receptivo à oferta das seis marcas hoteleiras do grupo.

Jose Maria Lucas

São seis as marcas hoteleiras que a AMResorts detém. Estas estão divididas e adequadas para corresponderem a todos os gostos e objectivos de férias de quem por lá passa. México, República Dominicana, Jamaica, Costa Rica e Panamá são alguns dos destinos nas Caraíbas onde a AMResorts concentra a sua oferta hoteleira. No total, são 52 unidades que a AMResorts detém em 23 destinos de seis países, especialmente nas Caraíbas. Mas o número pode crescer, tendo em conta que estão vários projectos em ‘pipeline’.
Mas de que forma as unidades da AMResorts se distinguem dos hotéis das cadeias hoteleiras europeias, particularmente espanholas, que também contam com oferta nestes destinos. José Maria Lucas, director para Espanha e Portugal, refere que os hotéis do grupo estão direccionados para aqueles clientes que “estão à procura de umas Caraíbas de qualidade, de luxo”. Luxo não na parte material, mas luxo no seu conceito em geral, desde a gastronomia e bebidas ao serviço oferecido. “Há 25 ou 30 anos, as Caraíbas tinham começado muito bem, mas depois deterioraram-se e popularizaram-se. Houve clientes que abandonaram as Caraíbas e agora querem regressar, mas a estas Caraíbas de luxo e de serviço”, esclarece.
E esta qualidade está espelhada em cada uma das sub-marcas da AMResorts, defende o responsável. A Zoëtry Wellness & Spa Resorts é a marca dedicada aos hotéis boutique, “pequenos e especiais, para um tipo de cliente sofisticado, que quer muita tranquilidade”. Com privilégios ilimitados, os clientes encontram nos hotéis da Zoëtry “tudo”, aponta o responsável. Alguns exemplos são as opções gastronómicas e as cartas de vinhos, serviço personalizado, ligações internacionais ilimitadas, serviço de restaurante 24 horas nas suites, entre muitos outros. Por sua vez, a Secrets Resorts & Spa, só para adultos, é a marca estrela do grupo. “É nesta marca que temos mais hotéis. São hotéis relativamente pequenos e o serviço que oferecemos aos clientes é o denominado ‘unlimited luxury’ e é um conceito de luxo não material, mas de luxo de serviço, de gastronomia, luxo em geral”, descreve.
Quanto à Dreams Resorts & Spas, José Maria Lucas refere que tem um conceito similar à marca anterior, mas permite menores de 18 anos. Já a Now Hotels & Resorts está concebida para “um tipo de famílias com crianças, casais ou grupos de amigos mais jovens, que queiram uma maior actividade, com espectáculos mais divertidos”. A Sunscape Resorts & Spas é “a mais popular, é para onde vai um tipo de cliente mais jovem, aqui os protagonistas são as crianças entre 2 e 12 anos”. E depois a marca Breathless Resorts & Spa que é a marca de “festa”. “O conceito é tipo Ibiza de férias muito divertido, muito de festa e é para a clientela divertir-se nas férias, sendo também só para adultos”. No geral, o conceito da AMResorts concentra-se em alguns aspectos primordiais: “Os clientes não utilizam pulseiras, a gastronomia é super especial, tanto em termos de variedade, quantidade e qualidade, bebidas premium de marcas top dentro do pacote de tudo incluído; Wi-Fi em todo o lado, incluindo na praia; restaurantes temáticos, que não necessitam de reserva prévia o que é importante, pois os agentes de viagens valorizam muito que os seus clientes não tenham que reservar para jantar”. A isto acrescem ainda, os spas da marca internacional Pevonia.

Mercado português
A aposta no cliente português por parte da AMResorts reflecte-se na participação da cadeia hoteleira em vários eventos do sector turístico, seja na BTL como no Mundo Abreu, além de estarem presentes na programação dos operadores turísticos que trabalham as Caraíbas, seja a Jolidey, Soltour, como a Travelplan e a TUI. O director para Portugal e Espanha destaca que “o mercado português tem sido uma revelação.
A AMResorts tem tido uma maior aceitação em Portugal do que em Espanha, proporcionalmente”. José Maria Lucas indica que o ano começou muito bem nas reservas do mercado português para as unidades do grupo, assim existem “perspectivas muito boas” para este mercado.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *