Grupo André Jordan investe 100 M€ em novo projecto no Belas Clube de Campo

Por a 5 de Abril de 2017 as 10:59

O grupo André Jordan anunciou esta quarta-feira, dia 5,  o investimento de 100 milhões de euros na construção das primeiras 200 unidades do projecto Lisbon Green Valley, que inclui moradias, uma escola, uma unidade de saúde e um projecto para um centro hípico.

Em declarações à agência Lusa, à margem da apresentação do projecto, o presidente do Conselho de Administração do grupo, Gilberto Jordan, disse que o empreendimento é uma nova fase do Belas Clube de Campo, no concelho de Sintra – onde actualmente vivem cerca de 750 famílias – e aposta num espaço para quem procura qualidade de vida, segurança e ligação à natureza, a 15 minutos do centro de Lisboa.

“Pessoas que gostam da qualidade de vida próxima do centro urbano. Estamos em Lisboa a 10 minutos do centro. Pensamos que a oferta é o perfeito dos dois mundos, a natureza e a tranquilidade, com grande qualidade de construção a 15 minutos do Marquês de Pombal”, disse o responsável.

A aposta no mercado nacional é uma prioridade, mas dada a crescente procura internacional, o Lisbon Green Valley tem em curso uma estratégia específica para promoção do empreendimento a nível internacional, cuja procura se prevê atinja os 30/40%.

“As vendas vão arrancar agora, no mês que vem, fizemos um lançamento no Brasil com bastante receptividade e estamos muito satisfeitos”, disse Gilberto Jordan.

A campanha internacional deverá ser posteriormente alargada a outros mercados, como o Reino Unido e a França, Escandinávia, Turquia e mercados orientais, dado o crescente interesse dos mesmos por Portugal.

Questionado sobre os planos do Grupo André Jordan, o responsável disse estarem “completamente focados” em Lisboa (Belas) e que no Algarve – onde têm o projecto Vilamoura XXI e Quinta do Lago – estão neste momento “quietos”, mas admitem realizar novos investimentos no futuro.

Inaugurado há cerca de duas décadas, o Belas Clube de Campo conta com aproximadamente cerca de 2.500 residentes. Os portugueses representam 90% da ocupação do empreendimento, mas neste momento residem no local famílias de 26 nacionalidades distintas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *