TAP reagenda viagens de passageiros afectados pelas medidas de Trump

Por a 1 de Fevereiro de 2017 as 14:53
TAP

A TAP anunciou que os clientes com bilhetes para os Estados Unidos ou com escala no país, e que estejam abrangidos pelas restrições de entrada, podem alterar a viagem para outra data, destino ou pedir o reembolso.

O anúncio foi feito numa nota onde a companhia aérea alerta para “os clientes com bilhetes para os Estados Unidos ou com escala naquele país, para a nova política de imigração, que poderá ser verificada junto do respectivo Consulado ou Embaixada”.

O mesmo documento alerta ainda para o facto da “entrada de passageiros com passaportes emitidos na Líbia, Irão, Iraque, Somália, Sudão e Iémen estará restrita até dia 27 de Abril de 2017, inclusive”.

A nota enviada aos clientes TAP afirma também que estes “poderão contactar a central de reservas da TAP e proceder à alteração dos bilhetes para viajar numa data posterior à restrição acima indicada e até 1 de Fevereiro de 2018, sem qualquer custo, dentro da mesma classe de reserva — Económica ou Executiva — e de acordo com a disponibilidade de lugares nos voos”.

Como alternativa, a transportadora sugere “a alteração da viagem para outro destino sem taxa de remarcação, dentro dos períodos indicados, aplicando-se, caso exista, o pagamento de diferença tarifária”. A TAP permite ainda o reembolso do respectivo bilhete ou a emissão de um travel voucher no mesmo valor.

Esta medida da companhia aérea portuguesa surge na sequência da imposição de restrições, por parte do Presidente norte-americano, Donald Trump, à entrada no país de refugiados e imigrantes provenientes dos países acima mencionados durante 90 dias.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *