Açores: “Aplicação de taxas será pontual”

Por a 12 de Dezembro de 2016 as 16:14
Açores

Marta Guerreiro, secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou que a aplicação de taxas de utilização de espaços públicos ambientais será pontual, para que se crie a ideia de que os Açores são um destino caro.

“As taxas são questões pontuais, não é uma questão massificada. Os turistas não vai sair daqui com a nota de que o destino é caro por essa razão“, assegurou a governante.

Vasco Cordeiro, presidente do governo regional dos Açores, já tinha afirmado, na semana passada, que “estava em curso o trabalho de identificação de um conjunto de espaços públicos onde será implementado o pagamento de uma taxa de utilização e de usufruto”.

“Isto é algo que é bastante delicado e que tem de ser visto, pois nós só poderemos cobrar efectivamente quando quem nos visita tem uma percepção de valor por aquilo que está a ser utilizado”, afirmou Marta Guerreiro.

A secretária regional defendeu ainda que esta medida “não é algo que se possa fazer dentro de uma secretaria isoladamente”, defendendo que é preciso “ouvir os intervenientes para conseguir ter as melhores soluções possíveis”.

Nos Açores, já há espaços ambientais cujo acesso é taxado, caso da subida à montanha da ilha do Pico e a Caldeira Velha na ilha de São Miguel.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *