ATL investe 4,3M€ em nova atracção turística

Por a 9 de Agosto de 2016 as 12:12

Centro Interpretativo da Ponte 25 Abril_ ©Imagens Projeto P-06 Atelier XVai ser em 2017 que a cidade de Lisboa vai ter uma nova atracção turística. O Centro Interpretativo da Ponte 25 de Abril – Experiência Pilar 7 vai ser o culminar dos 50 anos da Ponte 25 de Abril e vai estar pronto no próximo ano.
O novo projecto turístico e cultural resulta de uma parceria entre as Infra-Estruturas de Portugal , a Câmara Municipal de Lisboa, a Entidade Regional de Turismo de Lisboa e a Associação de Turismo de Lisboa (ATL), e conta com um investimento de 4,3 milhões de euros desta última entidade.
O novo Centro Interpretativo da Ponte 25 de Abril – Experiência Pilar 7, localizado exactamente no pilar 7 da ponte, junto à Avenida da Índia, vai estar disponível para os visitantes descobrirem um pouco mais dos 50 anos de história da ponte. Depois de uma visita à sala dos trabalhadores, onde vão existir projecções 360º sobre a construção da ponte, a experiência culmina numa ascensão, através de um elevador, a um miradouro panorâmico que vai ser construído à altura do tabuleiro da ponte e vai permitir uma vista sobre a cidade de Lisboa, concretamente sobre Belém e o rio Tejo.  No piso O, vai existir uma recepção ao visitante, loja, espaço de visita virtual e photobooth.
Segundo explicou Vítor Costa, director da ATL, aos jornalistas, as entradas ao Centro vão ter um custo de sete euros por pessoa. No que refere às expectativas, o responsável considera que “esperamos atingir cerca de 175 mil visitantes no ano de cruzeiro”.
Vítor Costa explica que a ATL “vai ficar com a gestão durante 15 anos de forma a pagar o investimento inicial que vai fazer”, complementando que a entrada da ATL neste projecto não se deve apenas a “uma questão da gestão, mas também de todo o seu network e a sua capacidade de difundir o projecto”.
Na apresentação, que decorreu esta terça-feira, Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa e da ATL, enalteceu a importância deste projecto para “a sustentabilidade do Turismo” e a forma “corajosa e audaz com que os parceiros do Turismo apoiam este projecto”. “Precisamos de investir na criação de novas polaridades na cidade de Lisboa que não se concentrem apenas na zona da Baixa e Castelo até ao Chiado”, refere. Também o ministro do Planeamento e das Infra-Estruturas, Pedro Marques, realçou que o novo projecto é “mais um impulso do ponto de vista turístico e para a nossa economia”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *