Turistas internacionais batem recorde em 2015

Por a 7 de Junho de 2016 as 8:50

1.184 milhões. Foi este o número de turistas internacionais contabilizados em 2015, uma variação positiva em 4,4% – mais 50 milhões de viajantes – face ao ano anterior e um novo recorde, divulgou, esta segunda-feira, a Organização Mundial de Turismo (OMT) no seu relatório anual.

O segmento cresceu pelo sexto ano seguido, revelando um ciclo de aumentos nunca inferiores aos 4% anuais desde 2010, ano pós-crise, afirma a OMT, indicando que a procura, em geral, “continua forte”, apesar dos “sentimentos mistos” em alguns destinos devido a questões de flutuação do câmbio, segurança e queda do preço do petróleo.

Por regiões, a Europa liderou o crescimento, com um aumento de 5% das chegadas, para os 609 milhões de turistas internacionais, o correspondente a 51% do total. Um desempenho que a OMT atribui, em parte, à desvalorização do euro relativamente ao dólar norte-americano e outras moedas.A Europa Central e de L ste aumentou 6%; o Norte da Europa 7%; e a parte Sul Mediterrâneo Sul 5%; enquanto o Oeste europeu cresceu 3%.

Foram 278 milhões as chegadas internacionais registadas na Ásia e Pacífico, um aumento de 5% e o correspondente a 23% do global. O Sudeste asiático e a Oceânia foram as regiões com maior crescimento, 7% e 6%, respectivamente, seguindo-se a zona Sul e a Nordeste da Ásia, 4%.

Nas Américas, a subida foi igualmente de 5%, para os 192 milhões, 16% do total, com a alta do dólar a beneficiar as viagens ao estrangeiro, em particular destinos como as Caraíbas e América Central, que, por sua vez, viram as chegadas internacionais crescerem 7%. Os acréscimos na América do Sul e do Norte foram de 5% e 4%, respectivamente.

O Médio Oriente viu o seu desempenho melhorar 3%, para um total de 54 milhões de visitantes estrangeiros (5% do valor mundial), “consolidando a recuperação iniciada em 2014”, diz a OMT.

Os dados relativos a África são limitados, à semelhança do Médio Oriente, alerta a organização, estimando uma quebra de 3% no segmento, para os 53 milhões de turistas internacionais (5% do valor mundial). A descida terá sido mais acentuada no Norte (8%), com a região Subsariana a revelar uma estagnação.

As economias consolidadas foram mais procuradas, com uma subida de 5% dos turistas internacionais. As economias emergentes cresceram 4%, lê-se, ainda, no relatório da organização.

2016: ANO DE NOVO CRESCIMENTO

A OMT estima que, este ano, o número de turistas internacionais aumente 4%, um ritmo um pouco inferior ao verificado nos últimos dois anos.

A Ásia e Pacífico deverá ser a região mais procurada, com uma subida ente os 4% e 5%; a par das Américas. Segue-se a Europa, com uma variação positiva entre os 3,5% e 4,5%; e África e o Médio Oriente, com previsões de crescimento entre os 2 e 3%.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *