Organização Mundial de Turismo diz que em 2016 tendência da oferta é um misto de experiências

Por a 18 de Fevereiro de 2016 as 15:31

A tendência da oferta turística para 2016 é um misto de experiências culturais materiais e imateriais, desportivas e de saúde e bem-estar, porque o turista quer crescer interiormente e ganhar auto-estima, considerou hoje uma responsável da Organização Mundial do Turismo.

“O turista actual procura crescer interiormente, ganhar auto-estima, aprender e fazer parte dos locais que visita e não ser um mero espectador”, explicou à Lusa Yolanda Perdomo, directora executiva do Programa de Membros Afiliados da Organização Mundial do Turismo, que participou hoje no XI Congresso Internacional do Turismo, que decorre junto à cidade de Espinho.

Em entrevista à Lusa, à margem do Congresso Internacional do Turismo, Yolanda Perdomo disse que o turista do futuro, e as pessoas em geral, querem três coisas, querem “viver mais tempo, ser mais jovem e ser mais feliz” e é com base nessas três tendências que se deve pensar nas ofertas turísticas.

O produto turístico não pode ter apenas um só aspecto como, por exemplo, o sol/praia, tem de misturar várias ofertas numa só e creio que essa é a grande tendência para o futuro do turismo para este ano, considerou aquela representante da Organização Mundial do Turismo.

Os turistas procuram experiências turísticas novas, observou ainda Yolando Perdomo, reforçando a ideia de que o turista valoriza experiências que deem realização pessoal, autoestima e satisfação.

Em 2016, o turismo mundial vai ser marcado pelo que foi verificado também em 2015, ou seja, pela flutuação dos mercados, pela evolução geopolítica, o preço do petróleo e a tecnologia que permite oferecer novos produtos turísticos e mais flexibilidade, enumerou aquela Yolanda Perdomo.

Na sua apresentação no painel denominado “Hospitalidade no mundo e temas turísticos – Turismo em 2016”, Yolanda Perdomo referiu que os países a emitirem mais turistas foram em primeiro lugar a China, depois EUA, Alemanha, Reino Unido, Rússia, França e Canadá.

A Europa foi a líder a receber turistas com uma cota mundial de 51% dos turistas, tendo recebido mais 50 milhões de turistas do que em 2014.

O Caribe foi a região mais visitada no mundo inteiro, seguida da América Central, Europa Central e de Leste, Oceânia, referiu.

A projecção do crescimento turístico para 2016 é que vai superar a média entre 2015 e 2014.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *