Portugueses vão passar férias de Natal e Ano Novo fora de casa

Por a 10 de Dezembro de 2015 as 12:39

FériasMais de um terço dos portugueses inquiridos através de um questionário ‘online’ afirma que tenciona passar férias fora de casa entre o Natal e o fim de ano, a maioria dos quais, cerca de 71%, vai escolher um destino em Portugal.
O estudo, promovido pelo Instituto de Turismo (IPDT) e pelo operador turístico  Soltrópico, indica as regiões do Centro e do Norte como destino preferencial para mais de metade dos 37% de inquiridos que planeiam uma pausa fora de casa nesta época, evidenciando a importância da Serra da Estrela na captação de visitantes nacionais durante este período. Seguem-se a Madeira (13%) e o Algarve (12%). Os turistas que viajam nesta época ficam hospedados sobretudo em casas particulares (44%) e hotéis (40%), numa estada média de quatro noites na qual preveem gastar cerca de 215 euros (57 euros/noite).
As intenções para viajar neste período são bastante superiores às obtidas para a população em geral face a estudos anteriores, que apontaram para incidências inferiores a 10%, o que indicia que a amostra pertence a um segmento médio-alto, com maior poder de compra e propensão para viajar.
Questionados sobre a intenção de férias fora de casa para 2016, 90% dos inquiridos manifestou este objetivo.
Trata-se de uma incidência bastante superior à da população em geral e às respostas obtidas em estudos anteriores (que apontavam para frequências na ordem dos 25%), “denotando que o segmento analisado via Facebook tem maior propensão para o consumo de produtos turísticos”.
A maioria dos inquiridos afirmou que, em 2016, pretende fazer períodos de férias curtos (83%), duas ou três vezes ao longo do ano, escolhendo preferencialmente destinos nacionais (Porto e Norte de Portugal, o Algarve e os Açores).
Quanto aos períodos de férias mais longos, três em quatro portugueses pretendem gozar, pelo menos, um período de férias fora de casa em 2016, com o Algarve (40%) no topo da lista. Antes dos restantes destinos nacionais, segue-se Espanha com 16,5% de intenções de visita, destacando-se ainda Itália, França e Reino Unido.
A recolha de dados decorreu pela Internet, entre 15 e 30 de novembro de 2015, através de um questionário promovido com uma campanha “online”, tendo sido obtidos 531 questionários válidos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *