Douro Azul reforça presença no sector hoteleiro

Por a 4 de Novembro de 2015 as 3:49

Mário FerreiraA Douro Azul vai anunciar brevemente a abertura de dois hotéis em Vila Nova de Gaia, reforçando assim a sua presença no sector hoteleiro.

Além destes dois novos projectos, a empresa tem já em desenvolvimento um hotel de cinco estrelas, na Avenida dos Aliados, o Monumental Palace Hotel cuja abertura deverá acontecer em Março de 2017 e que Mário Ferreira, CEO da Douro Azul, perspectiva que venha a ser “o melhor hotel de cinco estrelas do Porto e um dos melhores do país”. O projecto resulta da transformação de um edifício dos Anos 20 e já conta com um investimento de 14 milhões de euros, “apenas para reabilitação do edifício”.

A par deste projecto, a Douro Azul vai também abrir o Douro Marina Hotel, um projecto que “está para ser construído há 12 anos”. Segundo Mário Ferreira, à margem da WTM 2015, que decorre em Londres até dia 5, a unidade terá 140 quartos e uma área de 50 mil quadrados de jardins em cima do Douro, tornando-se na “grande âncora da região duriense em termos hoteleiros”. O responsável afirma que o objectivo deste hotel de cinco estrelas será cativar um volume considerável de clientes, à semelhança do que sucede com os navios-cruzeiros.

“O problema da região duriense até à data é que os hotéis que abriram são muito pequenos e não têm dimensão para se promoverem”, refere o responsável.

A participar em mais uma edição do World Travel Market, a Douro Azul perspectiva o crescimento do mercado britânico no próximo ano.

Mário Ferreira adiantou ainda que a empresa fechou um contrato para a construção de um navio para 2017, que criará mais 40 postos de trabalho directos e outros tantos indirectos.

*Em Londres

2 comentários

  1. vasco

    4 de Novembro de 2015 at 22:16

    Como se o problema da região duriense fosse devido a questões dimensão dos hotéis no Douro…
    Se calhar o melhor caminho para preservar e continuar a manter o bom destino que é o Douro passa por não massificar a região com unidades hoteleiras imponentes de grandes dimensões! O problema da regiao passa essencialmente pela sazonalidade e falta de agenda atractivavl entre Novembro e Abril! Enfim, eu até o defendo em diversas circunstâncias, mas na minha opinião não foi muito feliz com este comentário…

  2. Luiz S. Marques

    4 de Novembro de 2015 at 10:57

    Um homem cheio de iniciativas! Pena é que não haja muitos…!

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *