Cuba pode ter um terceiro novo destino em 2016

Por a 10 de Abril de 2015 as 2:12

Nuno Mateus (Solférias); Mateus Vieira da Silva (iTravel); José Manuel Antunes (Sonhando)

O mercado português tem, este ano, ao dispor dois voos ‘charter’ semanais para Cuba a partir de 4 de Julho. Depois de Cayo Coco, em 2014, a operação charter este ano vai contar com um voo semanal também para o conhecido destino dos portugueses, a estância balnear cubana de Varadero.

José Manuel Antunes, director-geral da Sonhando, que opera grande parte dos 5480 lugares disponíveis até 19 de Setembro para ambos os destinos, avançou aos jornalistas, esta quinta-feira, à margem do roadshow de Cuba, realizado em parceria com a Solférias e a iTravel, que em 2016 a operação para Cuba poderá oferecer um terceiro destino ao mercado português.

“O projecto que tinha há dois anos era fazer um destino em 2014, dois em 2015 e três em 2016. Já cumprimos metade do caminho, vamos ver se cumprimos a outra metade. É altamente provável”, indicou. 

Para já, a operação de risco que está no mercado, e que conta com o apoio na venda da Solférias e da iTravel, tem início a 4 de Julho com o voo para Varadero, que se realizará aos sábados, e 6 de Julho para Cayo Coco, com partidas às segundas-feiras. Esta operação é ainda partilhada com a Travelplan, que tem 30 no voo para Cayo Coco, onde está a única unidade portuguesa em território cubano até ao momento – Pestana Cayo Coco, e 80 lugares para Varadero. 

O responsável indicou que até início de Abril já tinham sido registadas 317 pessoas, “no ano passado, por esta altura, estávamos com 92”. “Cayo Coco está com mais 100% de vendas nesta altura do que no ano passado e Varadero ainda está com o dobro das vendas. Como sempre disse, Varadero é mais fácil vender”, sustenta.

As grandes expectativas recaem sobre o Mundo Abreu, que tem início este sábado, dia 11 de Abril, pois, segundo José Manuel Antunes “foi um grande impulso no ano passado, este ano esperemos que também seja”. No que refere aos resultados da operação no geral, o responsável espera “repetir um bocado o sucesso do ano passado”.

Os dois parceiros da Sonhando neste roadshow são unânimes em referir que a procura tem correspondido às expectativas.

Mateus Vieira da Silva, sócio do operador turístico iTravel, explica que “a partir do momento em que os preços foram lançados no mercado, a procura tem sido satisfatória”, sentindo-se uma maior procura, no seu caso, pelo mês de Agosto.

Por sua vez, Nuno Mateus, director-geral da Solférias, indica que “o mercado está melhor e há muita curiosidade em relação a Cuba”. Apesar de não existirem ainda grandes garantias neste momento, o responsável admite que o destino Cuba está “muito bem posicionado neste momento”. 

Roadshow 

Nesta semana, a Sonhando, Solférias e iTravel promoveram o destino Cuba num ‘roadshow’ no Porto, Coimbra e Lisboa, que contou com a participação de cerca de 660 agentes de viagens. Segundo o director-geral da Sonhando, “temos tido uma grande adesão e entusiasmo e vê-se que há negócio”. O responsável considera que “as pessoas estão com uma grande ansiedade em relação ao destino. Penso que também tem a ver com relações históricas, esta aproximação aos EUA faz com que as pessoas pensem que está a acabar a Cuba romântica, comunista, o que não é verdade”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *