Pousadas de Portugal querem duplicar resultados (COM VÍDEO)

Por a 18 de Novembro de 2014 as 15:19

O novo Plano Estratégico e de Acção das Pousadas de Portugal, de 2015 a 2018, foi apresentado esta terça-feira, no Salão Nobre daquela que vai ser a Pousada de Lisboa, no Terreiro do Paço, em Lisboa.

José Theotónio, administrador do Grupo Pestana, encetou a conferência de imprensa recordando que, em 2008, aquando o início da crise económica, foi necessário delinear um plano de “sobrevivência” para que o trabalho feito nas Pousadas de Portugal, fortemente ancorado pelo mercado interno, não fosse destruído. Agora, chegou a vez de implementar um plano que conduza ao crescimento e expansão das Pousadas de Portugal, o Plano Estratégico e de Acção 2015-2018, que visa uma duplicação dos resultados para os seis milhões de euros.

Este plano, numa primeira fase, que deverá terminar no final de 2015, prevê o investimento de cerca de 13,5 milhões de euros: cerca de 500 mil euros em promoção e divulgação; nove milhões de euros na construção da Pousada de Lisboa; e mais quatro milhões de euros na renovação e abertura de novas facilidades em diversas facilidades, nomeadamente as do Alentejo, região onde serão investidos cerca de dois milhões de euros.

Sobre a internacionalização, castelão Costa, presidente das Pousadas, informou que este passo esteve e stand-by durante os últimos anos, mas que está na altura de pegar “no trabalho que já está feito” e analisar as oportunidades existentes para internacionalizar as Pousadas de Portugal.

NOVA SEGMENTAÇÃO, APOSTA NA GASTRONOMIA, HISTÓRIA E REGIÃO

A apresentação do novo plano coube a Miguel Velez, que integrou o grupo como administrador das Pousadas de Portugal recentemente. O responsável explicou, assim, que este plano consiste em três âncoras: Marca Pousadas de Portugal, Portugalidade e Rede.

A primeira define uma nova segmentação das Pousadas em ‘Charming’, onde a localização é “rainha”; ‘Historic Hotel’, que são a “essência e razão de ser das Pousadas”; e ‘Monument’, que reúne as melhores entre as melhores. É nesta categoria que vai estar inserida a Pousada de Lisboa, a inaugurar em Junho de 2015, após um investimento de nove milhões de euros.

A âncora Portugalidade é composta por três eixos: Gastronomia, através do qual as Pousadas de Portugal disponibilizarão, nomeadamente, uma entrada gourmet ao invés do tradicional couvert; vão introduzir o Chá das 5; e um menu com pratos semanais fixos. Só em 2015, serão realizados cerca de 50 eventos gastronómicos, reforçando o facto das Pousadas de Portugal ter das maiores redes “de restaurante de cozinha portuguesa” em Portugal.

O segundo eixo diz respeito à História e Cultura e na aposta no story telling dentro de cada Pousada, através de todos os colaboradores e áreas, que vão contar cinco lendas, histórias e pequenas curiosidades por unidade; menus com o story telling de cinco pratos regionais; e a organização semanal de cocktails em época alta, ou de um chá na temporada baixa, para juntar o supervisor da unidade e os hóspedes.

Por fim, o terceiro eixo da Portugalidade diz respeito à Região e à Pousada tornar-se um “embaixador da região”. Isto acontecerá, nomeadamente, através de exposições de pintura e artesanato, privilegiando artistas locais; música; e novas lojas e montras de Filigrana e produtos regionais nas diversas unidades.

Na terceira âncora, da Rede, as Pousadas de Portugal querem criar roteiros e dar a conhecer mais que uma unidade, assim como adicionar experiências locais à estada. A pensar nas famílias, 16 unidades vão tornar-se dog-friendly.

Este plano está já em implementação, estando disponível a partir do dia de hoje, 18 de Novembro, a nova segmentação no site das Pousadas de Portugal, assim como um filme sobre a rede.

Miguel Velez indicou, ainda, que também já está em funcionamento parte dos produtos de Gastronomia, como sejam a entrada gourmet, o chá das cinco e um novo menu petiscos; e a aproximação ao cliente através do story telling.

A partir do dia 15 de Dezembro e durante o primeiro mês de 2015, referiu o administrador, cinco Pousadas já serão dog-friendly, juntam-se outras 11 em Janeiro; 11 unidades já terão lojas de Filigrana, mais seis no início do ano; terão início os encontros com os supervisores das Pousadas; e será implementado o menu de pratos fixos semanais.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *