IX Festival Internacional Máscara Ibérica já arrancou

Por a 8 de Maio de 2014 as 12:52

Começou esta quinta-feira e decorre até domingo, 11 de Maio, o Festival Internacional Máscara Ibérica, na Praça do Rossio, em Lisboa. Nesta que é a 9ª edição do festival, o grande destaque continua a ser o desfile da Máscara Ibérica no sábado, mas há também mostras das regiões, concertos e animação.

O IX Festival Internacional Máscara Ibérica, uma iniciativa da PROGESTUR (Associação para o Desenvolvimento do Turismo Cultural), em parceria com a EGEAC.

Na cerimónia de apresentação à imprensa do festival, esta quinta-feira, Miguel Honrado, da EGEAC referiu-se ao evento como sendo já um dos maiores eventos culturais da cidade, projecto-o destino a nível internacional, pela cobertura mediática que tem.

Por sua vez, Hélder Ferreira, da Projestur, começou por explicar o porquê deste festival em Lisboa. “Foi em Lisboa que começou a globalização e sendo uma capital ibérica e universal, deve afirmar-se pela sua identidade”. O responsável disse que o evento tem sido um “êxito” por ser uma temática internacional, mas também por ser desenvolvida no plano local. “Este festival vai além da máscara ibérica, estão também representados os produtos regionais”. Por fim, Hélder Ferreira referiu que o evento já ganhou outra dimensão, uma vez que permite um intercâmbio de relações entre os dois países.

O Desfile Máscara Ibérica, momento alto do Festival acontece no dia 10, sábado às 16h30, com partida da Praça do Município para o Rossio, através da Rua do Ouro. São esperados mais de 500 participantes, divididos em 30 grupos. O Norte e Centro de Portugal, Galiza, León, Zamora, Cáceres, Astúrias, País Basco, Salamanca, entre outros, são as regiões que irão desfilar. O desfile, que a cada ano surpreende e entusiasma transeuntes, conta este ano e pela primeira vez com um grupo da Sardenha (Itália), Mamuthones e Issohadores Pro Loco Mamoiada.

Além do desfile, destaque para o programa gastronómico que conta este ano com chefes Michelin: Vítor Matos (Restaurante Largo do Paço no Hotel Casa da Calçada em Amarante), Miguel Laffan (Restaurante L’and no Resort L’And Vineyards em Montemor-o-novo), Marcos Moran (Restaurante Casa Gerardo, Gijon) e André Silva, recentemente eleito Chefe Cozinheiro do Ano 2013. A animação de rua, todas as tardes é assegurada pelos Sidros de Valdesoto (Astúrias), pelo grupo Mamuthones e Issohadores Pro Loco Mamoiada (Itália), Gaiteiros de Viana do Bolo (Espanha) e Pauliteiros da Granja (Portugal).

O Palco Ibérico apresenta concertos de música folk de raiz tradicional europeia com elementos de fusão entre o ska, reggae e rock nas noites de sexta e sábado e tarde de domingo. Sexta-feira, dia 9, a noite é dedicada a Espanha e conta com o grupo Skama la Rede, às 22h00 – este grupo regressa após ter protagonizado uma dos mais emblemáticos concertos de sempre do Festival da Máscara Ibérica. No sábado, dia 10, actua Kepa Junquera, às 22h00. Domingo, dia 11, às 18h00, a música é em português com Ginga.

Paralelamente, organiza-se uma vez mais, o concurso de fotografia Desfile com a Máscara Ibérica 2013, cuja exposição com as fotos vencedoras estará patente no Rossio.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *