Arrancam obras das Termas de Vidago

Por a 7 de Janeiro de 2014 as 18:18

As obras de construção do balneário termal da vila de Vidago, em Chaves, orçadas em 2,8 milhões de euros, já arrancaram e deverão estar concluídas num ano, avançou à Lusa o presidente da câmara. 

Instalado na antiga estação ferroviária, o Balneário Pedagógico de Investigação e Desenvolvimento de Práticas Termais de Vidago é, na opinião de António Cabeleira, uma aspiração antiga, uma âncora para a região e uma aposta estratégica no sector do turismo.

O objetivo, segundo o autarca, é atrair visitantes não só na época de Verão, mas todo o ano, impulsionando a economia local. António Cabeleira considerou que a construção das termas, financiadas a 80% por fundos comunitários, permite criar empregos, novos negócios, fixar população e dar “novo impulso” a Trás-os-Montes.

O presidente do município realçou que entre as Termas de Chaves, em obras de remodelação, e de Vidago haverá uma complementaridade de tratamentos dada a diferença das suas águas.

A gestão do balneário de Vidago ficará a cargo da Vidagustermas – Associação para a promoção e desenvolvimento termal e turístico de Vidago – constituída pelos hoteleiros de Vidago, Município de Chaves e freguesias. A Câmara de Chaves e a Unicer assinaram, em Junho de 2012, um contrato de cedência de águas minerais naturais gasocarbónicas, provenientes da nascente de Vidago, destinadas à exploração do balneário termal. A Unicer, que nos últimos cinco anos investiu 60 milhões de euros em Vidago, irá ceder o fornecimento das águas para fins exclusivamente termais por um período de 20 anos.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *