Hotelaria cresce mas com pouca rentabilidade

Por a 4 de Setembro de 2013 as 16:15

A hotelaria nacional registou, em Junho, um RevPar (preço médio por quarto) de 50,86 euros (+14,89%), de acordo com os dados do Hotel Monitor, da AHP, revelados esta quarta-feira. A taxa de ocupação por quarto subiu 6,91%, atingindo os 71%, contribuindo para um fecho positivo do 1º semestre de 2013.

“Destacam-se três destinos turísticos com o RevPar mais elevado: Lisboa (72,35 euros), Estoril/Sintra (58,58 euros) e Algarve (52,68 euros), os primeiros impulsionados pela realização da Convenção dos Rotários e o Algarve por uma maior procura das praias pelos mercados da Irlanda, França e Alemanha”, afirma Cristina Siza Vieira, presidente da Direcção Executiva da Associação da Hotelaria de Portugal.

No que diz respeito a dados acumulados, o 1º semestre do ano registou variações positivas na hotelaria nacional, com uma subida global dos principais indicadores face ao período homólogo de 2012. A taxa de ocupação por quarto foi de 53,53% e o RevPar foi de 33,37€, mais 3,04% e 4,02% do que no período homólogo. Já o preço médio por quarto ocupado foi de 62,33€, mais 0,94%, do que no mesmo período de 2012. Contudo, a receita média por turista em hotel por mês registou um decréscimo de 2,06%, com um montante de 95€.

“Em suma”, resume a responsável da AHP, “ sendo estas subidas interessantes do ponto de vista estatístico, os resultados são ainda assim muito modestos para a hotelaria nacional”

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *