Top Night para “agradecer” aos clientes

Por a 9 de Maio de 2013 as 12:40

A TopAtlântico deu início a pré-campanha Verão 2013 na noite de quarta-feira, 08 de Maio. A iniciativa, cujos primeiros três dias são exclusivos para os clientes da rede, conta com 26 parceiros e cerca de 1200 confirmações e visa não só “agradecer” os consumidores, como mostrar os preços mais competitivos e as garantias de segurança. A campanha é aberta a todo o público na segunda-feira e decorre até 09 de Junho.

“Quisemos mudar um bocado a forma como é apresentado o produto ao público e a forma de dar as opções de produto”, afirmou Rogério Cardoso, director de comunicação da ES Viagens aos jornalistas, à margem do evento, explicando que esta estratégia teve início na BTL. “Começámos na BTL a alagar cada vez mais o nosso leque de produto. Ou seja, ter uma faixa de preço desde o mais barato ao mais caro para dar opções a todos os consumidores.” Algo que que só foi possível “graças ao trabalho de todos os nossos fornecedores e eles entenderam a filosofia e ideia de apresentar preços muito competitivos sem destruir a cadeia de valores de ninguém.”

“O segundo ponto foi começar a preparar o consumidor para dizer que não vale a pena entrar no receio de não ir de ferias, que é o primeiro numa contracção deste momento, mas sim que podemos ajudá-lo e demonstrar que através de pequenas poupanças e um leque muito grande de produtos e preços pode continuar a fazer férias”, continuou Rogério Cardoso referindo ainda o tema “segurança” como outras das mensagens importantes a retirar desta campanha. “Resolvemos renegociar e trabalhar ainda mais os seguros de cancelamento que oferecemos e incluir o seguro em toda a nossa campanha pré- Verão”, adiantou, frisando tratar-se de “mais uma forma de passar a garantia ao consumidor de que pode reservar com tempo, pois se acontecer algum imprevisto esta coberto pelo seguro.”

No que respeita às vendas para este Verão, o responsável da ES Viagens revelou-se “optimista.” “O primeiro balanço, feito na BTL, foi optimista. Ou seja, crescemos bastante as vendas. Diria que os indicadores que temos dos primeiros quatro meses do ano permitem-nos estar moderadamente optimistas. Não é que o mercado de viagens vá crescer, o que temos que fazer é ganhar quota de mercado através do nosso posicionamento e da nossa mensagem, da segurança e da competitividade”, concluiu.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *